Aparelhos móveis devem puxar alta de ações da Intel

O crescimento da computação em nuvem - armazenamento e transmissão de dados remotos - também deve devem impulsionar as ações da Intel

As ações da fabricante de componentes para computador Intel Corp podem subir até 50 por cento durante os próximos dois anos, na medida em que a empresa se volta para smartphones e outros aparelhos móveis, de acordo com reportagem publicada no jornal Barron’s.

O crescimento da computação em nuvem – armazenamento e transmissão de dados remotos – também deve devem impulsionar as ações da Intel, uma vez que grandes fornecedores de armazenagem usam processadores da Intel em seus servidores, informou a reportagem da edição semanal de 28 de maio.

Os novos chips com menor consumo de energia da Intel irão tomar uma grande fatia do mercado de smartphones na Índia, China, França, Reino Unido e Estados Unidos nos próximos meses, informou a reportagem.

“A Intel será um competidor formidável nos mercados de smartphones e tablets em breve”, disse o gerente de portfólio do HighMark Capital Management, Todd Lowenstein, segundo o artigo do Barron’s.

Ele tem uma meta de preços para 24 meses de 38 dólares a 40 dólares para as ações da Intel. Elas encerraram o pregão de sexta-feira no Nasdaq a 25,74 dólares.