Dólar R$ 3,18 1,02%
Euro R$ 3,72 0,06%
SELIC 9,25% ao ano
Ibovespa -0,90% 67.977 pts
Pontos 67.977
Variação -0,90%
Maior Alta 3,08% ESTC3
Maior Baixa -4,14% JBSS3
Última atualização 17/08/2017 - 17:20 FONTE

Ações europeias recuam de máximas com realização de lucros

O índice Euro Stoxx 50 recuou 0,4 %, para 2.773 pontos

Londres - As <strong><a href="http://exame.abril.com.br/topicos/acoes" target="_blank">ações </a></strong>europeias fecharam em leve queda nesta quinta-feira, com investidores embolsando lucros dos setores considerados mais seguros, mas o apoio técnico ajudou o mercado a manter a animação e permanecer perto de máximas de vários anos.</p>

O índice Euro Stoxx 50 recuou 0,4 %, para 2.773 pontos, recuando de uma máxima de quase dois anos mas encontrando suporte em uma linha de tendência altista, a partir das mínimas atingidas em 18 de abril.

O índice está em alta de quase 10 % nas últimas três semanas, e na última quarta-feira atingiu a maior pontuação desde julho de 2011.

O FTSEurofirst 300 fechou estável a 1.229 pontos, permanecendo próximo de máximas de cinco anos, embora inclua ações dos mercados austríaco, nórdico e suíço, que ficaram fechados por causa de feriado.

“É natural ocorrer um recuo após os ganhos vistos. O fato de que encontramos suporte para sair das mínimas sugere que ainda há muito apetite no mercado”, disse o operador de vendas da CMC Markets Matt Basi.

“É um mercado altista, e as pessoas estão bem felizes em comprar na queda.

As ações do setor de serviços públicos, considerado mais seguro, caíram 0,5 %, a maior queda setorial no índice STOXX Europe 600, pressionado por baixa de 5,1 % da empresa italiana de transporte de gás natural Snam, depois que seu principal acionista, a Eni, realizou uma emissão de papéis com desconto em relação ao preço de fechamento da última quarta-feira.

Em Londres, o índice Financial Times avançou 0,14 %, a 6.592 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,16 %, para 8.262 pontos.

Em Paris, o índice CAC-40 teve baixa de 0,70 %, a 3.928 pontos.

Em Milão, o índice Ftse/Mib perdeu 0,96 %, para 17.090 pontos.

Em Madri, o índice Ibex-35 recuou 0,28 %, a 8.572 pontos.

Em Lisboa, o índice PSI20 teve variação negativa de 0,03 %, para 6.264 pontos.