Ações de Itaú e Bradesco têm forte queda na bolsa

Investidores reagiam à reeleição da presidente Dilma Rousseff no domingo com uma venda quase generalizada de papéis na bolsa brasileira

São Paulo – As ações dos bancos privados Itaú e Bradesco tinham forte queda nesta segunda-feira, com investidores reagindo à reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) no domingo com uma venda quase generalizada de papéis na bolsa brasileira.

Itaú e Bradesco fazem parte de um grupo de companhias cujas ações vinham reagindo com força à dinâmica eleitoral, subindo na divulgação de pesquisas de intenção de voto mostrando queda de Dilma e caindo quando a presidente avançava nos levantamentos.

Às 10h42, as ações preferenciais do Itaú recuavam 4,64 por cento e as do Bradesco perdiam 5,35 por cento, enquanto o Ibovespa tinha baixa de 5,23 por cento.