Ação da Samsung desaba 8% após suspensão do Galaxy Note 7

A ação da Samsung caiu 8% na Bolsa de Seul depois que a empresa anunciou a suspensão global das vendas do Galaxy Note 7 por riscos de explosão

Seul, – As ações de Samsung Electronics caíram, nesta terça-feira, 8,04% na Bolsa de Seul, após anúncio da suspensão global de vendas e substituições de seu smartphone Galaxy Note 7 por conta do perigo de explosões espontâneas por causa de defeitos nas baterias.

No fechamento dos negócios na China, o preço dos títulos do gigante tecnológico sul-coreano caíram 1,545 milhões de wons (cerca de US$ 1.379,4), em comparação aos 1,68 milhões de wons (cerca de US$ 1,5 mil) nos quais fechou ontem no pregão local.

O gigante sul-coreano da eletrônica anunciou ontem a suspensão das vendas do Galaxy Note 7 em todo mundo, enquanto trabalhava com as autoridades reguladoras para resolver a situação.

Além disso, a empresa pediu para que os proprietários dos aparelhos deixem de usá-los por segurança.

O conglomerado sul-coreano começou a vender o aparelho no dia 19 de agosto, mas no início de setembro anunciou uma retirada sem precedentes após relatos de mais de 30 de casos de explosões em alguns terminais em diversos países.

O recall foi seguido em meados de setembro pela entrega de modelos substitutos, mas vários veículos de comunicação informaram que estes também sofreram incêndios na Coreia do Sul, nos Estados Unidos e em Taiwan, o que levou a empresa a solicitar aos operadores e no varejistas de todo o mundo que suspenda as vendas e substituições.