Dólar R$ 3,18 0,40%
Euro R$ 3,72 0,00%
SELIC 9,25% ao ano
Ibovespa 2,01% 70.011 pts
Pontos 70.011
Variação 2,01%
Maior Alta 8,58% CMIG4
Maior Baixa -1,11% MRFG3
Última atualização 22/08/2017 - 17:20 FONTE

10 novidades sobre o mercado que você precisa saber

Empresas negociam mais de US$ 24 bilhões em dívidas no exterior; no Brasil, lucro da Via Varejo cai 98% e Chesf pode perder espaço em Belo Monte

Confira as principais novidades do mercado desta terça-feira (10):

Maranhão revoga ato em que anulou sessão do impeachment

O presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), revogou decisão tomada por ele na manhã desta segunda-feira, 9, no qual anulou a sessão em que a Casa aprovou a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Na decisão, o parlamentar não explica os motivos que o levaram a revogar o próprio ato.

Temer pode juntar Fazenda e Previdência em eventual governo

Orientado por Henrique Meirelles, que será ministro da Fazenda em um eventual governo Temer, o vice-presidente pode fundir o Ministério da Previdência ao da Fazenda, para garantir que as reformas da aposentadoria sejam implantadas.

Além disso, a fusão das pastas também ajudaria no plano de cortar ministérios, que Temer teve de retomar após acusações de que estaria “loteando” cargos para garantir a governabilidade.

Chesf pode ter participação diluída em Belo Monte

A participação da Chesf na Norte Energia (consórcio responsável pela construção de Belo Monte) pode ser diluída para menos dos atuais 15%, segundo o Valor Econômico.

A empresa ainda não teria realizado um aporte de R$ 155 milhões, o que, segundo o acordo de acionistas, poderia levar a uma diminuição da participação.

Minoritários ganham espaço na Saraiva

Depois do “desconforto” manifestado por acionistas minoritários na última reunião do conselho da Saraiva, a empresa voltou atrás e dcidiu não pagar bônus de R$ 3,4 milhões para administradores e empregados envolvidos na venda da editora no ano passado.

Segundo o Valor Econômico, dois grupos de minoritários ainda conseguiram eleger representantes no conselho e aprovaram a instalação de um órgão fiscal na empresa.

Lucro da Via Varejo cai 98,7%, para R$ 3 milhões

A Via Varejo reportou lucro líquido de R$ 3 milhões no primeiro trimestre de 2016. O valor é 98,7% menor do que o registrado no mesmo período de 2015.

A companhia, dona do Pontofrio e das Casas Bahia, teve Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de R$ 112 milhões entre janeiro e março deste ano. 

Na comparação com os mesmos meses de 2015, houve recuo de 78,3%.

Empresas brasileiras negociam US$ 24 bi em dívidas no exterior

As empresas brasileiras estão negociando, juntas, mais de US$ 24 bilhões em dívidas no exterior, o maior volume de renegociações de um único país, segundo a Dealogic.

O valor ainda corresponde a 10% do total de US$ 224 bilhões de bônus de empresas não-financeiras que circulam nos mercados, o que, segundo analistas, mostra que as empresas estão enfrentando uma nova crise de confiança externa.

Investidores anti-Dilma levam negócios para o lado pessoal

O clima nos círculos financeiros brasileiros beira a euforia.

O real é a moeda de melhor desempenho no mundo neste ano. As ações brasileiras subiram mais de 30 por cento e os yields dos títulos estão despencando. Tudo isso em um país com o maior índice de desemprego em quatro anos, déficit orçamentário nas alturas, inflação perto dos 10 por cento e uma classificação de crédito que coloca o governo lado a lado com a Guatemala.

Há um certo perigo, como diria Alan Greenspan, de exuberância irracional. E por trás de tudo isso está a empolgação, em São Paulo e no Rio de Janeiro, com a possibilidade de o impeachment da presidente Dilma Rousseff abrir caminho para uma onda de medidas de austeridade e reformas para estabilizar a economia, que passa por dificuldades.

Trabalhadores da Ford em São Bernardo paralisam atividades

Trabalhadores da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo decidiram paralisar a produção por 24 horas nesta segunda-feira, 9, informou o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

A decisão, segundo o sindicato, foi tomada em protesto à resistência da montadora em renovar medidas de ajuste como o Programa de Proteção ao Emprego (PPE) e o lay-off (suspensão temporária dos contratos).

A paralisação ocorre em meio a uma crise do mercado de veículos no Brasil, cujas vendas caem desde 2013.

Fazenda divulgará dados sobre desigualdade com base no IR

O Ministério da Fazenda passará a divulgar, com base nos dados do Imposto de Renda (IR), um relatório anual sobre a distribuição de renda e riqueza entre a população brasileira.

O secretário de Política Econômica da pasta, Manoel Pires, disse que as informações ajudarão a subsidiar discussões, como, por exemplo, sobre a progressividade do IR e a criação de uma faixa específica para a parcela mais rica da população.

“Essa é uma discussão que sempre existiu. A gente pode iluminar melhor essa questão de que faixa, que alíquota seria essa [destinada aos mais ricos]. [A discussão] aconteceu em todos os países em que esse tipo de informação foi divulgada”, disse o secretário.

Venda de carteira de crédito da Caixa sobe pelo 2º trimestre

A Caixa Econômica Federal seguiu elevando o montante de créditos cedidos pelo segundo trimestre consecutivo.

O banco público vendeu R$ 2,679 bilhões de janeiro a março de 2016, montante 5,1% superior aos R$ 2,549 bilhões cedidos no quarto trimestre de 2015. Em relação ao volume de carteira vendida um ano antes, de R$ 1,346 bilhão, a cifra foi 99% maior.

Do total de créditos cedidos no primeiro trimestre, R$ 1,4 bilhão foram adquiridos pela Omni Financeira. Os R$ 1,272 bilhão restantes passaram para as mãos da RCB Planejamento Financeiro que no ano passado, diferente da Omni, não havia participado de aquisições de carteiras da instituição.