Telecine mostra o “curioso caso dos 120 anos de cinema”

Campanha da Telecine celebra aniversário da sétima arte

São Paulo – 120 anos em 60 segundos. Quanto mais velho, mais jovem. O Telecine criou e produziu um filme que personifica a evolução do cinema através de um idoso que rejuvenesce com o passar do tempo, até voltar a ser criança.

Bem ao estilo de “O Curioso Caso de Benjamin Button”, o vídeo apresenta a transformação da sétima arte até a chegada da tecnologia 3D.

A peça comemorativa de um minuto é resultado de 20 horas de gravação, sete semanas de pós-produção e trabalho de uma equipe de 23 profissionais do audiovisual, destacando a caracterizadora brasileira radicada nos Estados Unidos Bruna Nogueira, que trabalhou em mais de dez séries de TV, como CSI: New York, e 48 filmes de franquias como Velozes & Furiosos e Jogos Vorazes.

Assista:

Toda essa engrenagem foi acionada para levar ao ar uma homenagem impactante, acompanhada de um texto visceral para quem respira cinema.

O dia 28 de dezembro de 1895 é considerado a data de nascimento oficial do aniversariante por conta da primeira exibição pública que se tem conhecimento, projetada no Salão Grand Café, em Paris.

Leia o texto na íntegra:

“Nasci há 120 anos numa pequena sala escura. Logo que fui dado à luz causei alvoroço. Disseram que não iria sobreviver. Mas de pálido e mudo, tornei-me corado e falante. Ganhei voz e virei porta-voz. O tempo foi passando. Tive mentores geniais que me revelaram sonhos fantásticos, os quais tive a honra de realizar. Com a vida, imitei a arte. E, com as artes, pintei o sete. Cresci, criei luz própria e me projetei para bilhões de olhos cada vez mais encantados. Minha vida, esta sim, daria um filme. Mas um longa-metragem sem cortes e sem fim. Tão vasto quanto os limites da mente. Afinal, sou o próprio tempo. Sou eu. Sou você. Sou quem já se foi. Quem está aqui agora. E quem acaba de chegar. Eu sou o cinema”.

Confira o making of: