Para 74% dos executivos, marcas ainda não inovam

Levantamento da Ernst & Young com 285 gestores revela que organizações reconhecem a necessidade de mudanças para sustentar crescimento e ampliar vendas

Rio de Janeiro – Para 74% dos executivos de marcas globais, as empresas ainda não estão inovando em suas estratégias voltadas para os consumidores. A Ernst & Young ouviu 285 gestores e líderes de companhias de bens de consumo sobre o que seria necessário para manter o crescimento nos próximos anos.

O estudo “Disrupt or be disrupted” identificou que mais de dois terços dos empresários estão se sentindo sob pressão para reavaliar o seu modelo operacional. A inovação também é vista como fundamental para manter o crescimento e o lucro: de acordo com o estudo, empresas sem ações inovadoras enfrentam queda nas margens.

Entre os riscos para os negócios, 60% dos entrevistados apontaram o aumento dos custos e a escassez de recursos.

O trabalho da Ernst & Young também indica que os executivos se sentem pouco confiantes no momento de tomar suas decisões, devido à rapidez com que o mercado se transforma. Nos Estados Unidos, apenas 37% dos entrevistados se disseram confiantes. Na Ásia, o índice fica em 31%, e na Europa, apenas 20%.