Outdoor “tosse” quando alguém fumando cigarro se aproxima

Com um simples mecanismo detector de fumaça, a ideia exposta nas ruas de Estocolmo caiu na internet e ficou conhecida

A experiência reforçada pela interação do público é sempre mais ampla e o Out Of Home pode ser uma ótima forma de espalhar uma ideia de maneira criativa.

Um bom exemplo disso é a rede de farmácias sueca Apotek, que criou um anúncio surpreendente para alertar sobre os malefícios do cigarro.

Com criação da agência Akestam Holst, a estratégia da campanha se baseou em distribuir banners aparentemente estáticos com a foto de um modelo e o logo da marca na parte inferior.

Até aí nada de novo, porém a ação mostra sua força quando algum fumante se aproxima da peça e o homem do anúncio tosse.

Apoiada em um simples mecanismo detector de fumaça, a ideia exposta nas ruas de Estocolmo caiu na internet e pessoas de outros lugares a conheceram.

Uns gostaram e acharam uma boa forma de conscientizar, outros acharam extremamente invasivo. Confira abaixo o vídeo do projeto e veja se concorda com a reação dos transeuntes e os comentários na web:

Este conteúdo foi originalmente publicado no portal AdNews.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Ricardo Carvalho

    Criativo, mas com certeza não foi um fumante que pensou essa campanha. Não se faz ninguém largar um vício falando tudo o que os viciados já sabem. Afinal de contas já fazem mais de 40 anos que está comprovado várias doenças causadas pelo cigarro, inclusive o câncer de pulmão, mesmo assim, as pessoas continuam se viciando.
    Fumei durante 20 anos e desenvolvi um método para deixar o cigarro sem sofrer, sem remédios e substitutos de nicotina. Saiba mais em http://www.100cigarro.com

    1. luiz carlos pauli

      20 anos fumando, e depois dizem que cigarro faz mal? kk…como é fácil enganar e iludir o povo.

  2. luiz carlos pauli

    ATENÇÃO INFORMAÇÃO…….vou repetir pele enésima vez. Os piores individuos que temos na nossa sociedade, é o ativista antitabaco. São arrogantes, prepotentes, mentirosos, cujo unico objetivo é criminalizar homens de bem e honrados, fazem intrigas jogando a população uns contra os outros, além lógico de fazer tudo apenas por ganância por dinheiro, pois são patrocinados pela industria farmacêutica que produz medicamentos para parar de fumar, conforme alertou o Brasil em 2011, o jornalista Claudio Humberto. Falam mal do cigarro, mas bebem, fazem festas acompanhados com muito alcool, induzindo nossas criancinhas ao alcoolismo, pois 90% dos óbitos por drogas legalizadas é pelo alcool, 372 bilhoes anuais o governo brasileiro gasta com alcoolismo, ou seja, 7,3% do PIB brasileiro vai para o lixo com o uso do alcool, e esses ativistas antitabaco, fazendo festas e se mostrando fartamente com alcool. Pesquisem quem são essa gente, todos eles casualmente são do Rio de Janeiro, é uma ONG antitabaco, e seus militantes, que espalham dados distorcidos Brasil afora, começando no produtor de tabaco, até o consumidor final. Enfim, esses ativistas antitabaco e a tal ONG do setor, todos cariocas, devem sofrer ação judicial, pois conseguiram transformar o Brasil, num mar de contrabando de cigarros, atraindo geração de quadrilhas, onde até o PCC entrou no contrabando de cigarros, para com o lucro, comprar armas e drogas para a população. Esses ativistas antitabaco, são um dos grandes responsáveis pelo aumento da violência que assola nosso país.

  3. Claudio D'Amato

    Mas então o que acontece se passar um veículo? O outdoor não registra fumaça de escapamento? É seletivo? (Só a fumaça do cigarro que faz mal?…)

    1. Claudio D'Amato

      Gostaria de estar lá para fazer o teste. Brincar um pouco