Nova série da Netflix imagina comerciais sobre maconha

Série de humor da Netflix conta história de loja de maconha na Califórnia e imagina mundo com comerciais hilários

São Paulo – Uma das mais novas séries originais da Netflix é Disjointed, estrelada pela ganhadora do Oscar Kathy Bates.

Na comédia clássica, Bates interpreta Ruth, que tem uma loja de maconha medicinal em Los Angeles, Califórnia, e conta com a ajuda do filho e de outros funcionários para gerir o negócio.

No estado americano, a maconha para fins medicinais é legalizada desde 1996; em 2016, foi legalizado o uso recreativo da erva.

Entre as cenas, um fato curioso e inédito em uma série Netflix: a adição de comerciais fictícios.

Os criadores da série resolveram imaginar como seria se marcas famosas criassem propagandas em um mundo totalmente “ok” com a maconha – onde ela é tratada com naturalidade, não como tabu ou crime.

Uma das marcas que participam da piada é a Lay’s, das famosas batatas chips.

A Lay’s não patrocina oficialmente a produção da série, mas não se importou com a brincadeira.

Em três momentos, comerciais falsos da marca aparecem.

Em outros episódios, a série criou a marca Kush, que teoricamente vem plantando maconha de alta qualidade desde 1873.

Os comerciais parodiam a seriedade e o ar “tradicional” de outras marcas.

Comerciais de advogados e até de lâminas de barbear também entraram na brincadeira:

Confira o trailer da série: