Paris - A Volvo Car disse que começará a vender veículos online, conforme lança novos modelos para competir com rivais de luxo alemães como a BMW.

A montadora sueca, controlada pela chinesa Geely, irá gradualmente introduzir vendas online e gastar mais em publicidade digital, disse a companhia nesta segunda-feira, em meio a comentários sobre alterações em sua estratégia global de marketing. "O plano é ter todas as nossas linhas de veículos em todos os nossos mercados ofertadas digitalmente", disse o chefe de vendas da Volvo, Alain Visser, em uma entrevista.

Poucos fabricantes já tentaram vendas online no mercado. Uma exceção notável é a Tesla, cuja venda de carros elétricos tem cortado concessionárias tradicionais, levando a conflitos e à efetiva exclusão em partes dos Estados Unidos. Mas a Volvo assegurou a suas 2 mil concessionárias globais, metade das quais está na Europa, que não tem tais planos.

"Se você diz a palavra e-commerce, inicialmente as concessionárias ficam nervosas", disse Visser.

"Nós não vemos uma rede de distribuição de veículos sem concessionárias em um futuro previsível", afirmou o executivo, acrescentando que os veículos vendidos online "ainda vão passar pela rede de concessionárias" para a entrega.

A Volvo elevou sua meta de vendas para 2014 em agosto conforme lançou um renovado crossover XC90, o primeiro veículo desenvolvido sob propriedade do grupo Zhejiang Geely Holding.

Tópicos: Carros, Autoindústria, Veículos, Comércio eletrônico, Internet, Setores, Indústria, Empresas, Montadoras, Volvo