São Paulo - A opção mais indicada para quem quer sair para beber com responsabilidade, é deixar o carro na garagem e voltar para casa de carona ou com um táxi.

A segunda possiblidade, inclusive, é bastante associada a campanhas contra a direção perigosa após o uso de bebidas alcoólicas.

Dessa junção, já surgiram diversas ações criativas que nem sempre promoviam uma empresa prestadora desse tipo de serviço exatamente, mas invariavelmente divulgavam a ideia de um trânsito mais seguro para todos.

A campanha criada para Jameson por alunos da Escola Cuca é um exemplo de ideia interessante nesse sentido e vai à contra mão da linha tradicional que vemos por aí. O táxi, dessa vez, não era apenas para o motorista, mas para o carro.

Desenvolvida para o Festival do Clube de Criação de São Paulo de 2015, a ação rendeu aos criativos Kayran Moroni e Will Santos o troféu de bronze da premiação na categoria "Estudantes".

Orientada pelo professor Luis Paulo Gatti, a ideia consistia em criar um serviço que removesse o carro do local solicitado pelo motorista e o levasse, junto de seu dono, para casa em segurança.

Segundo aponta a peça explicativa do case, o "táxi-guincho" teria o mesmo custo de um serviço convencional. Confira abaixo:

Tópicos: Bebidas alcoólicas, Carros, Autoindústria, Veículos, Táxis, Transportes, Mobilidade urbana