São Paulo - As escolas de samba que foram afetadas pelo incêndio na Cidade do Samba na última segunda-feira (07) vão mesmo desfilar neste carnaval. A Prefeitura do Rio de Janeiro já tinha anunciado o apoio financeiro para que elas participassem dos desfiles mas ele não será necessário: os patrocinadores do espetáculo do Sambódromo vão doar a verba para as escolas.

Com isso, Bradesco, Nestlé, Procter & Gamble, Schincariol, Supermercados Guanabara e Tim ajudarão as agremiações que foram vítimas do incêndio. No total, elas receberão R$ 3 milhões, sendo que a Grande Rio, que foi a escola mais afetada, com 98% do seu trabalho perdido, receberá R$ 1,5 milhão. Portela e União da Ilha, as duas outras prejudicadas, ficarão com R$ 750 mil cada.

Tópicos: Bradesco, Bancos, Empresas, Empresas brasileiras, Empresas abertas, Carnaval, Escolas de samba, Marketing, Nestlé, Empresas suíças, Procter & Gamble, P&G, Empresas americanas, Patrocínio