São Paulo - A Netshoes, empresa de comércio eletrônico especializada em artigos esportivos, deu pela primeira vez um passo para fora da internet. A marca da loja virtual poderá ser vista este mês em máquinas para vender camisas da seleção brasileira.

A ação, batizada de Sport Machine, promove a empresa durante a Copa do Mundo, período nobre para os negócios do esporte junto ao consumidores

“Agora, com os grandes eventos esportivos, optamos por uma abordagem diferente em ambientes de grande circulação de pessoas e diversos públicos para a marca ser cada vez mais vista”, explicou à EXAME.com Renato Mendes, gerente de marketing e comunicação da Netshoes. 

Mendes não revela se a empresa tem intenções de dar novos passos na abertura de lojas físicas. A ideia, ressalta, é aproveitar a oportunidade oferecida pela Copa. "Nosso foco não é a venda em si, mas oferecer mais um canal com uma boa experiência de compra", diz. A empresa também não revela quanto espera faturar com a ação. 

Os uniformes oficiais da equipe serão vendidos por R$ 229,00, nos tamanhos P, M, G e GG. De olho nos turistas que desembarcam para os jogos, os aparelhos terão atendimento bilíngue, e menu em vídeo narrado pelo humorista Rafael Cortez. 

Segundo a Netshoes, depois da Copa, as máquinas podem continuar a ofertar outros artigos esportivos. Para o lançamento, os aparelhos estarão nas estações Consolação e Paraíso do Metrô de São Paulo, capital, e nas universidades PUC e Mackenzie. Depois, entram em esquema rotativo em outros pontos da cidade. 

Tópicos: Esportes, Copa do Mundo 2014, Copa do Mundo, Futebol, Estratégias de marketing, Marketing, Marcas, Netshoes, Comércio, Empresas de internet, Varejo, Lojas online