São Paulo - O conceito global "Priceless", traduzido aqui no Brasil como "Não tem preço", ajudou a estabelecer a MasterCard como uma marca ligada a momentos do cliente e não necessariamente a apenas produtos, o que é algo difícil e muito importante quando se quer construir uma relação mais "íntima" com o público.

Ações como a realizada pela marca no ano passado, quando surpreendeu um fã de futebol, são fundamentais na construção dessa imagem.

Neste sentido, a MasterCard resolveu participar de outro momento de seu público.

Em parceria com a rede de restaurantes Chick-fil-A, a marca instalou uma espécie de porta celular nas mesas dos estabelecimentos com a proposta de que as pessoas guardassem seus aparelhos e aproveitassem o momento e a companhia umas das outras.

Criada pela Isobar Polônia, a ação desafia os clientes a deixarem seus celulares guardados durante toda a refeição.

Quem conseguir a proeza de se desligar do mundo digital e voltar universo analógico das relações pessoais ganha uma sobremesa como recompensa.

Confira o vídeo case:

Tópicos: Celulares, Indústria eletroeletrônica, MasterCard, Setor de cartões, Publicidade, Restaurantes, Smartphones, Tecnologia