São Paulo - Já parou para pensar em como o sistema de leitura para pessoas com deficiência visual interpreta os milhares de emojis que as pessoas amam usar nas conversas?

As frases são lidas pela voz eletrônica de forma literal e o mesmo acaba ocorrendo com as figuras, que perdem sua principal função de transmitir uma sensação ou emoção a quem recebe.

O novo projeto da Artplan para a Live TIM, batizado de Emoti Sounds, procura acabar com esse problema.

A ideia é criar uma nova associação cognitiva para deficientes visuais, através de uma leitura dos emoticons de forma mais emotiva e divertida para quem utiliza o leitor de tela NVDA (NonVisual Desktop Access).

Ao instalar o plugin associado ao NVDA, a ferramenta permite que as pessoas com deficiência visual tenham uma experiência equiparada a qualquer outro leitor.

Como exemplo prático, o leitor de tela reproduzirá o som de um beijo, em vez de dizer "Emoticon Beijo", por exemplo, e assim sucessivamente com as 68 imagens "traduzidas" pelo plugin.

A concepção dos sons contou com a colaboração da equipe do Instituto Benjamin Constant, centro de referência nacional para questões da deficiência visual.

"Acreditamos que estamos inaugurando uma nova forma de comunicação, socialmente relevante e acessível e que promove uma mudança na vida das pessoas. Nesse projeto, a qualidade do trabalho foi artesanal, e contamos com a colaboração de um instituto que é referência para a inclusão de pessoas com deficiência visual, que foi a equipe do Benjamin Constant. Esta colaboração foi indispensável para colocar o projeto Emoti Sounds para funcionar", conta Rodolfo Medina, presidente da Artplan.

O plugin Emoti Sounds é gratuito, e está disponível para leitura em português e inglês, podendo ser utilizado por qualquer pessoa que utilize o NVDA em seu desktop. Basta instalar o plugin através da área de Add On do NVDA ou através do site do projeto Emoti Sounds.

Tópicos: Cegos, Pessoas com deficiência, Publicidade, Tecnologia, TIM, 3G, Empresas, Telecomunicações, Operadoras de celular, Empresas italianas, Serviços, Empresas abertas