Aguarde...

Ciclistas | 28/10/2011 14:13

Itaú patrocina programa de aluguel de bicicletas no Rio

Ao todo serão instaladas 60 estações em 14 bairros da cidade até 13 de dezembro deste ano

Gustavo Rampini

Bicicleta Itaú

A partir de dezembro 600 bicicletas estarão disponíveis em pontos estratégicos, em estações funcionarão alimentadas por energia solar

São Paulo - A Prefeitura do Rio, em conjunto com a empresa concessionária Serttel, e parceria do Itaú, iniciará nesta sexta-feira, 28, o programa Bike Rio de aluguel de bicicletas. Ao todo serão instaladas 60 estações em 14 bairros da cidade até 13 de dezembro. Já nesta sexta serão entregues 11 estações em Copacabana: Posto Seis, Sá Ferreira, Miguel Lemos, Cantagalo, Santa Clara, Dias da Rocha, Serzedelo Correia, Siqueira Campos, Copacabana Palace, Cardeal Arcoverde e Princesa Isabel.

A partir de dezembro 600 bicicletas estarão disponíveis em pontos estratégicos nos bairros de Botafogo, Catete, Centro, Copacabana, Cosme Velho, Flamengo, Gávea, Humaitá, Ipanema, Jardim Botânico, Lagoa, Laranjeiras, Leblon e Urca. As estações funcionarão alimentadas por energia solar. Novas travas e pinos de fixação reforçam o sistema de segurança, para dificultar o furto das bicicletas.

As bicicletas estarão à disposição dos usuários todos os dias da semana, de 6h às 22h. Para usar o sistema compartilhado, é preciso preencher um cadastro pela internet e adquirir o passe Samba. O usuário pode optar pela mensalidade de R$ 10,00 ou a diária de R$ 5,00 e não precisará pagar nenhum valor adicional desde que sejam respeitadas as seguintes regras: a bicicleta pode ser usada por 60 minutos ininterruptos e quantas vezes por dia o usuário desejar. Para isto, basta que após os 60 minutos, o usuário estacione a bicicleta em qualquer uma das estações, por um intervalo de 15 minutos.

As estações são interligadas por sistema de comunicação sem fio, via rede GSM e 3G, permitindo que todas estejam conectadas com a Central de Controle Samba 24 horas por dia. A central irá monitorar em tempo real toda a operação do sistema, garantindo a melhor distribuição das bicicletas nas estações, e realizará atendimento dos usuários via celular e call center. O projeto também contará com oficina de manutenção para montagem e recuperação dos equipamentos e veículos especiais para distribuição das bicicletas. Para destravar a bicicleta, o usuário terá que fazer ligação do telefone celular ou interação pelo aplicativo para smartphones.

As bicicletas, desenvolvidas pela Samba Transportes Sustentáveis, tem fabricação 100% nacional, pesam em torno de 15 quilos, possuem quadro em alumínio com design diferenciado, três e seis marchas, selins com altura regulável, guidão emborrachado, acessórios de sinalização e sistema de identificação e trava eletrônica.

Comentários  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados