São Paulo - O Facebook pode processar a Fiap (Faculdade de Informática e Administração Paulista) pelo uso de uma suposta imagem pixelizada do criador da rede social, Mark Zuckerberg, em um anúncio seu veiculado no metrô da cidade de São Paulo.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, a equipe jurídica do Facebook entrou em contato com a matriz da companhia, na Califórnia, e estuda como responsabilizar a faculdade. Procurado pela reportagem de EXAME.com, o escritório do Facebook no Brasil respondeu que não comentará o caso.

Através de sua assessoria de comunicação, a Fiap afirmou que "a campanha que traz uma imagem que remete à figura de Mark Zuckerberg foi encerrada. Portanto, a instituição não irá comentar a respeito".

O cartaz, veiculado em estações do metrô na capital paulista, trazia uma imagem assemelhada ao fundador da rede, só que desfocada e pixelizada, e acompanhada pela frase "Procura-se a próxima geração de talentos da tecnologia".

Tópicos: Anúncios, Facebook, Redes sociais, Empresas, Internet, Empresas americanas, Empresas de tecnologia, Empresas de internet, Publicidade