A fabricante japonesa Sony finalizou nesta quinta-feira a compra da marca Sony Ericsson, até então mantida em parceria com a sueca Ericsson – especializada em telecomunicações. De acordo com a companhia, o valor total da transação, que acabou com uma parceria de mais de 10 anos, foi de 1,47 bilhão de dólares. A aquisição também terá impacto no nome da divisão de dispositivos móveis, que passa a se chamar Sony Mobile Communications.

“Nossos esforços estão voltados para a integração e convergência da área de telefonia móvel com outros eletrônicos, como smartphones, tablets, TVs e computadores”, afirmou a companhia em comunicado oficial. Todas as patentes da divisão devem ficar nas mãos da Sony. Aquelas que forem exclusivas da Ericsson poderão ser utilizadas a partir de uma licença especial, já definida entre as partes.

Com a aquisição, aprovada pela Comissão Europeia em janeiro, a companhia japonesa ganha liberdade total para remodelar interfaces e revisar as estratégias para a comercialização de seus produtos. Atualmente, a grande aposta na linha de dispositivos móveis da empresa está na série Xperia, que utiliza o sistema operacional Android, do Google.

Tópicos: Celulares, Indústria eletroeletrônica, Smartphones, Sony, Empresas, Empresas japonesas, Sony Ericsson, Empresas de tecnologia, Tecnologia