São Paulo - A Diletto pretende pedir o arquivamento do processo do Conar que trata de uma denúncia envolvendo a marca - além da Do Bem (dos Sucos do Bem).

É o que revelou a empresa hoje (25), à Exame.com.

Ontem, Exame.com publicou que o Conar investigava Diletto e Do Bem após reclamações de consumidores, que tinham se incomodado com informações divulgadas nas ações de marketing das marcas.

O processo citava a matéria publicada por Exame em outubro, "Toda empresa quer ter uma boa história. Algumas são mentira", da jornalista Ana Luiza Leal.

A empresa diz que o pedido de arquivamento terá como base os julgados do próprio Conar, de acordo com a interpretação de artigos que embasaram a representação, demonstrando que não houve qualquer violação.

A Diletto esclareceu, ainda, que o processo no Conar foi aberto com base na reclamação de apenas uma consumidora, cujo nome não pode ser revelado publicamente.

Leia a seguir a nota oficial da Diletto sobre o caso:

“Em primeiro lugar, é fundamental esclarecer que entregamos exatamente o que prometemos: um gelato premium, com base importada da Itália, feito com ingredientes nobres e de procedências garantidas. Nosso limão é Siciliano, nosso Coco vem da Malásia, nossa Vanilla vem de Madagascar, nosso Pistache vem da Sicília, nosso Cacau vem do Togo, nosso Doce de Leite vem da Argentina e os nossos palitos são da França com madeira da República Checa. Nosso processo de fabricação é um dos mais modernos e sofisticados do mundo. Essa é a grande e definitiva verdade da Diletto.

Em relação à comunicação de nossa marca, podemos dizer com tranquilidade que ela foi desenvolvida para reforçar de forma lúdica nosso valores e trabalhou com ingredientes baseados em fatos reais. O personagem Vittorio, fundador da Diletto, é o alterego do Sr. Antonio, avô de nosso sócio. Como representado por nosso personagem, o verdadeiro nonno foi um imigrante de origem italiana proveniente do vilarejo de Sappada, na região do Vêneto, uma região famosa na Itália por utilizar a neve dos Alpes no processo de fabricação artesanal de gelato. Uma inspiração inevitável.

Contamos essa história e a tangibilizamos através de um slogan e imagens de cunho publicitário. Não acreditamos de forma alguma que esta prática tenha falsificado o nosso DNA. Somos uma tradução literal dessa narrativa ficcional.

Vale lembrar ainda que, embora o Nonno Vittorio tenha ganhado uma maior notoriedade nos últimos tempos, o verdadeiro protagonista do nosso branding, o “mito” trabalhado na comunicação é o nosso urso polar. É ele que está presente em todos os nossos materiais gráficos, posters, cardápios e todas as nossas ativações, desde um toyart, uma moeda própria com sua cara, uma galeria de arte infantil até um grande ursão que recebe nossos clientes em nossa loja. É a história deste urso polar sorveteiro que agora é contada em um livro que foi ilustrado e impresso na Itália e que estamos lançando nos próximos dias. 

Mais uma história ficcional inspirada em nossos valores reais.”
 

Tópicos: Conar, Alimentação, Diletto, Sorveterias, Empresas, Estratégias de marketing, Marketing