São Paul9o - Uma campanha para a "Liga de Lucha Contra el Cáncer" mostra que o câncer consegue arrecadar milhões na ficção, diferentemente do que ocorre na vida real.

Nos três filmes criados pela agência, atores interpretam pedintes que possuem histórias comoventes.

O primeiro relata como se apaixonou por uma garota com câncer num mês de novembro, o segundo conta como a doença atinge sua vida já desgastada e a terceira relata como a enfermidade está afetando sua vida de divorciada.

Depois de contar suas histórias, os três pedem uma ajuda aos que ouviram o relato.

Entretanto, conseguem apenas alguns trocados. No fim, eles distribuem folhetos que revelam o verdadeiro objetivo da ação. Todas as histórias eram baseadas em filmes.

No primeiro vídeo, o ator descreve a trama de "Doce Novembro", película que arrecadou US$ 65 milhões mundo afora. O segundo é baseado no filme "Biutiful", que angariou US$ 25 milhões nas bilheterias. Já o terceiro é fundamentado no longa "Lado a Lado", que obteve US$ 159 milhões.

"O câncer arrecada milhões na ficção. Na vida real, entretanto, não temos a mesma sorte", diz o folheto entregue às pessoas. O texto inclui os telefones para doação.

Veja:

“Doce Novembro”

"Biutiful"

"Lado a lado"

Tópicos: Câncer, Doenças, Filmes