São Paulo - Ao anunciar um crescimento orgânico de 10,9% no primeiro semestre de 2011 e Ebitda (lucro normalizado antes dos juros, impostos, depreciações e amortizações) de R$ 5,7 bilhões, a Ambev também revelou, sem dar detalhes, que a Budweiser chega às gôndolas brasileiras ainda neste mês, com fabricação em Jacareí.

A campanha será lançada no Brasil no dia 23 de agosto, e está a cargo da Africa.

A marca mundial da ImBev é uma das grandes expectativas do ano no mercado de cervejas. Para a Ambev, é um grande desafio introduzir a nova marca, sem canibalizar suas atuais de sucesso no mercado local – principalmente Skol, que tem perfil por aqui semelhante ao de Bud nos Estados Unidos. Para que isso não aconteça, seu segmento será o chamado “core plus”, entre o mainstream e o Premium.

Finanças em alta, vendas em queda

A operação da Ambev no Brasil alcançou um Ebitda normalizado de R$ 4,2 bilhões no semestre, representando um crescimento orgânico de 10,7%, se comparado aos seis primeiros meses de 2010.

Até junho, a receita líquida ficou em R$ 8,5 bilhões, um aumento orgânico de 7,3%. O volume total de vendas de bebidas no País chegou a 52,5 milhões de hectolitros no semestre, uma queda orgânica de 1,3%.

Só em cerveja, a queda de volume foi de 1,1%, chegando a 39,2 milhões de hectolitros vendidos. As receitas com cerveja atingiram R$ 7,1 bilhões, o que representa um crescimento orgânico de 8,8%.

O Ebitda normalizado da categoria ficou em R$ 3,6 bilhões, aumento orgânico de 11,7%. Já em refrigerantes e bebidas não alcoólicas, a queda do volume de vendas no mercado brasileiro foi de 2% em termos orgânicos e as receitas registraram alta orgânica de 0,2%, para R$ 1,3 bilhão.

Mesmo com o aumento da carga tributária para o setor de bebidas ocorrido no mês de março, a Ambev manteve, para 2011, seu plano de investir até R$ 2,5 bilhões no Brasil para expandir sua capacidade de produção e atender as demandas de curto e médio prazo.

Deste total, R$ 1,4 bilhão já foi empregado em obras de ampliação, manutenção e modernização de unidades como Piraí (RJ), Cebrasa (GO), Sete Lagoas (MG), Aquiraz (CE) e Maltaria Passo Fundo (RS), entre outras.

Tópicos: Ambev, Bebidas, Empresas, Bebidas e fumo, Empresas belgas, Empresas abertas, Cerveja, Bebidas alcoólicas, Lançamentos