São Paulo - Dos vários produtos que os brasileiros compram em supermercados e padarias, a cerveja é a que apresenta os consumidores mais fiéis, mostra estudo da Nielsen divulgada nesta quinta-feira. De todos os itens incluídos na pesquisa, a gelada foi a que apresentou compradores mais ativos: 35% deles trocam de loja se não encontram a marca que procuram. Com bebidas não alcóolicas, por exemplo, apenas 21% fazem o mesmo.

Enquanto com produtos de limpeza, 75% dos consumidores simplesmente trocariam de marca ao não encontrar a preferida, quando se trata de cervejas, essa taxa é de 60%, a menor entre os produtos pesquisados (veja tabela abaixo). 

O estudo “Foto Atualizada da População Brasileira” monitora os hábitos de compra espontâneo das famílias do país.

O universo pesquisado é de 45 milhões de domicílios ou 164 milhões de indivíduos, segundo a Nielsen, em todas as regiões.

Veja na tabela abaixo o que o consumidor faz quando vai ao supermercado em busca de um produto específico e não o encontra. 

  Troca de marca (%) Troca de categoria (%) Troca de loja (%) Desiste da compra (%)
Limpeza 75 1 23 2
Higiene e beleza 66 2 30 2
Bebida não-alcóolica 74 2 21 3
Cerveja 60 2 35 4
Mercearia (salgados) 81 3 14 3
Mercearia (doces) 77 2 18 3
Cesta básica 73 2 23 2
Perecíveis 70 2 23 5

Classe média

Os resultados indicam ainda que, apesar do crescimento da classe média brasileira nos últimos anos, a concentração de renda ainda faz com que apenas 20% da população mais rica concentre 64% da renda. Grande parte dos brasileiros - em 46% dos lares - considera o preço decisivo na hora da compra no supermercado, que é estritamente planejada. 

Por outro lado, com mais brasileiros ganhando melhor, serviços antes considerados "de luxo" estão ganhando espaço. 40% dos domicílios já tem TV por assinatura, 50% têm internet paga em casa e outros 47% estão cobertos por planos de saúde particulares. 

Tópicos: Classe média, Consumo, Economia brasileira, Nielsen, População brasileira