São Paulo - Quando um acontecimento fora do roteiro transforma uma campanha em algo muito mais belo ele não deve ser desperdiçado. Prova disso foi uma ação feita pelo Benfica em Cabo Verde.

O que era para ser uma entrega de presentes de Natal terminou como uma prova de amizade e companheirismo. A princípio, Nuno Gomes, ex-jogador do time português, foi levado até o país africano para entregar chuteiras para meninos de um vilarejo.

Tudo ocorre bem, as crianças ficam entusiasmadas com os calçados, a equipe se despede e os deixa brincando em um campo de terra.

A surpresa acontece quando, antes de irem embora, Nuno e os produtores se deparam com uma cena inusitada: outros garotos surgem no campo, logo, os sortudos entregam felizes uma de suas chuteiras aos meninos descalços, assim, o time teria o dobro do tamanho, mesmo com todo o elenco com um pé descalço.

Obviamente, o Benfica voltou para falar com os jovens sobre o ocorrido. A resposta de um dos garotos é emocionante: "Eu não jogo com um pé descalço. Eu jogo com um pé calçado".

É claro que a edição da campanha colabora para o clima de "surpresa do destino", mas podemos perceber que foi um ato fora do planejado que criou esse belo insight.

Tópicos: Crianças, Futebol, Esportes, Jogadores de futebol, Natal