Anúncios em um aplicativo que tem como função bloquear propagandas é uma ideia no mínimo irônica e é exatamente o que a principal ferramenta deste polêmico segmento, o AdBlock, preparou.

No último sábado (12), Dia Mundial de Combate à Censura Cibernética, o aplicativo exibiu parte de uma campanha da Anistia Internacional.

A ação substituiu todos os banners bloqueados por seu plug-in por peças que trazem mensagens de personalidades emblemáticas como Edward Snodwen e o ativista chinês Ai Weiwei contra a cyber censura.

O CEO da empresa, Gabriel Cubbage, justificou o engajamento da AdBlock na ação da Anistia Internacional dizendo que acreditam que "os usuários precisam participar da conversa sobre a privacidade online".

Para Cubbage, "quando seu direito à privacidade digital está ameaçado, o mesmo acontece com sua liberdade de expressão". 

A ação foi anunciada por meio de um manifesto no site da Anisita (leia aqui).

Reprodução

Adblock

Reprodução

Adblock

Reprodução

Adblock

Reprodução

Adblock

Reprodução

Adblock

Tópicos: Espionagem, Liberdade de imprensa, Marketing