São Paulo - Sejamos sinceros, ninguém gosta de ter sua programação interrompida por uma propaganda.

É claro que os comerciais de televisão e rádio já estão introduzidos há muito tempo em nosso cotidiano, fazendo com que nos acostumemos a aguardar ansiosamente a continuação do conteúdo consumido enquanto assistimos a alguns minutos de novidades do varejo.

Mas e quando as propagandas invasivas adentram um espaço ‘sagrado’ como o cinema? Sem dúvidas, podemos esperar reações nada amigáveis.

Foi exatamente isso que uma agência americana fez. Em uma ação para o gravador digital TiVo, a School interrompeu a reprodução de um filme em um momento de tensão para exibir comerciais.

O objetivo era promover a função Skip Commercial, que faz exatamente o que as pessoas gostariam de fazer naquele momento: pular a propaganda.

A campanha ousada causou indignação geral na sala, onde o público só achou graça na ação quando descobriram que cada um ganharia um TiVo de presente.

Confira:

Tópicos: Cinema, Setores, Arte, Entretenimento, Comerciais, Filmes, Publicidade