São Paulo - Em uma disputa com suas maiores concorrentes, a Coca-Cola quer que a palavra Zero seja uma marca registrada.

A disputa começou em 2007, quando a Coca tentou registrar o nome e foi logo enfrentada pelo concorrente Dr Pepper Snapple Group, que também possui uma bebida chamada Zero.

Mas foi em dezembro de 2015 que os debates se intensificaram. Desde então, tanto a Coca quanto a Dr Pepper enviaram centenas de páginas e abriram mais de 170 processos no escritório de marcas registradas norte-americano.

O escritório de patentes e marcas registradas dos Estados Unidos pode, finalmente, colocar um fim à batalha de marcas. Segundo o Wall Street Journal, o escritório deverá decidir até o meio do ano se a Coca-Cola pode registrar um numeral como marca própria.

A empresa quer garantir o nome Zero por ser uma alternativa mais apelativa ao nome diet. Adoçantes artificiais, associados a alimentos diet, têm má fama entre consumidores, por não serem considerados saudáveis.

A marca Zero está dissociada desse conceito, diz o WSJ, por mais que esses ingredientes também estejam presentes.

Os resultados comprovam essa mentalidade dos consumidores. Enquanto as vendas da Coca-Cola Zero subiram 6% em 2015, Coca Diet caiu 5% no período.

Tópicos: Setores, Bebidas, Coca-Cola, Empresas, Bebidas e fumo, Refrigerantes, Empresas americanas, Concorrência, Marcas, Patentes