Quando o impacto é grande, o conteúdo é espontâneo

Guerrilha é um termo que se refere originalmente à estratégia em que os combatentes se movem com extrema rapidez, geralmente com poucos equipamentos, mas contam com ataques-surpresa aos inimigos. Nesses casos, o investimento em material bélico não é grande, mas guerrilheiros conhecem muito bem o terreno de combate e, muitas vezes, contam com a ajuda da população.

A expressão foi reaproveitada para dar nome ao tipo de ação de marketing que ocorre sem investimentos altos e, na maioria dos casos, em uma curta duração de tempo, mas suficiente para chamar a atenção de um grande número de pessoas.

Ações de marketing de guerrilha acontecem fora das mídias convencionais justamente com o objetivo de surpreender o público e gerar conteúdo espontâneo nas mídias sociais. Por esse motivo, precisam "sair do quadrado", ser criativas, extremamente originais e impactantes.

A seguir, veja seis exemplos de campanhas de guerrilha. Em dois casos, todo o esforço do planejamento acabou prejudicado por falhas na execução, e as campanhas acabaram ganhando destaque na mídia não pelo sucesso, mas pelo fracasso da organização.

Tópicos: Estratégias de marketing, Marketing, Marcas, Marketing de guerrilha