São Paulo - Confira as principais notícias da semana no mundo da publicidade e do marketing.

Novas Barbies - Em sua maior mudança em 57 anos, a Mattel, dona da Barbie, apresentou três novos formatos de corpo. Antes, o corpo era padronizado. Somado aos novos estilos de cabelo, olho e rosto, a marca vai em direção à diversidade. A Barbie já apresentou o comercial com as novas bonecas.

Mais publicidade - O Instagram está aumentando a publicidade em seus domínios. Nos últimos meses, o número de propagandas que aparecem nos feeds dos usuários cresceu 13 vezes e deve chegar à marca de um bilhão em março.

Novo visual - A Budweiser conclui em fevereiro sua grande mudança global, que apresentou novo logotipo, tipografia e design para suas embalagens e outras peças de identidade visual. A nova lata, por exemplo, tem um ar mais limpo, retrô e clássico. Já dá para encontrar as latas no Brasil.

Machismo - Uma nova campanha denuncia o machismo e o sexismo no mundo da publicidade e apresenta um debate sobre o feminismo entre as marcas. Mulheres ironizam exemplos ruins de marcas como Burger King e Post It.

Pina - A Pinacoteca de São Paulo, no dia do aniversário da cidade, apresentou sua nova identidade visual, trazendo mais despojamento e minimalismo. O logotipo é "_Pina", com um underline.

Resposta - A polêmica tomou conta das redes sociais. Uma cliente de um bistrô em Nova York postou críticas ao lugar no site TripAdvisor. Mas o dono do local respondeu à mulher com uma grande aula de economia e negócios.

Corpos reais - Uma rival da Victoria's Secret, a Aerie, criou um vídeo provocativo. A marca usou uma modelo "plus size" (na verdade, uma garota simplesmente com um corpo que foge ao padrão das supermodelos) e debateu a real beleza.

Diversidade - A Lego lançou um boneco em cadeira de rodas, em uma ação inédita em sua história de oito décadas. O novo brinquedo busca a diversidade e atendeu à demanda do movimento #ToyLikeMe, que pressionou fabricantes por novos produtos.

Recomendadas - Uma nova pesquisa mostra as 20 marcas no mundo que mais são indicadas nas redes sociais. A ideia era ver quem e como compartilha sugestões espontâneas com seus amigos e familiares. A Samsung está no topo do ranking.

Aula de Português - O Conar vai julgar a campanha "Digitau" do Itaú, que faz um trocadilho entre "digital" e o nome do banco. É que muita gente reclamou do "u". Para eles, a palavra pode induzir crianças ao erro ortográfico

Tópicos: Barbie, Mattel, Brinquedos, Budweiser, Empresas, Design, Feminismo, Instagram, Empresas de internet, Itaú, Bancos, Empresas brasileiras, Lego, Machismo, Marcas, Marketing, Publicidade, Samsung, Indústria eletroeletrônica, Empresas coreanas, Empresas de tecnologia, Victoria's Secret