Dólar R$ 3,27 -0,54%
Euro R$ 3,65 0,07%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,36% 64.085 pts
Pontos 64.085
Variação 1,36%
Maior Alta 4,89% RADL3
Maior Baixa -6,09% JBSS3
Última atualização 26/05/2017 - 17:20 FONTE

Marca de móveis ironiza acusações de machismo e gera polêmica

Nem a tentativa de "boa ação" foi capaz de conter as críticas, que continuam surgindo aos montes

Quem acha que o ano de 2016 já acabou e não há mais tempo para polêmicas, está enganado. Uma campanha iniciada nas redes sociais pela marca de móveis de aço inox Alezzia causou o furor do público. Tudo começou na quinta-feira (15), quando a empresa resolveu publicar algumas imagens de mulheres com maiô ou biquíni anunciando seus produtos, em um contexto bem complexo de se entender.

Tal linha de comunicação não se restringe à fanpage. Em um dos anúncios, divulgado no site, uma mulher aparece praticamente nua, sentada em uma das cadeiras comercializadas pela marca. A legenda? “Beleza interior são os nossos móveis na sua casa”.

Após as publicações, os seguidores da página passaram a criticar veementemente a postura da empresa e condenaram a estratégia de objetificação da mulher. Parecendo não se importar muito com a repercussão negativa, a marca passou a responder os usuários com ironia, como no post abaixo, por exemplo.

Tudo ganhou proporções ainda maiores quando a usuária Bruna Bones postou a sua reclamação. A resposta da empresa foi em tom de desafio: se a seguidora conseguir baixar a nota da marca no Facebook para 1.1 até Janeiro de 2017, ela ganharia um cupom de R$ 10 mil para gastar na loja virtual da empresa. Caso não chegue, a AACD (Associação de Apoio a Criança com Deficiência) ganha um cupom de 5 mil. Se a avaliação chegar a 4, a mesma entidade recebe 10 mil.

Nem a tentativa de “boa ação” foi capaz de conter as críticas, que continuam surgindo aos montes na página da Alezzia, que no momento tem a avaliação de 2.2. Navegando pela fanpage, é possível perceber que a linha estratégica de comunicação da empresa de móveis é antiga, como mostra o vídeo abaixo, que exibe uma mulher de biquini atirando uma cadeira ao mar.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Jornalista fazendo reportagem de ocorridos em rede social é o equivalente a ser veterinário e trabalhar num matadouro.

    Victor Civita deve estar se remexendo no túmulo.

    1. Wellison nascimento

      Salvo se este veterinário trabalhar no matadouro como R.T. pois é um cargo necessário. Contudo creio que quis dizer trabalhar como um dos um dos cargos de rotina do matadouro.

    2. Tainha Frita

      Pelo que eu sei a reportagem foi publicada num espaço todo dedicado a Notícias sobre Redes Sociais. Ai ai ai, esse povo que fala com base no achismo. Nem sabe por onde navega!!!

  2. Inara Flaubia

    É bem irônico que o jornalista use a foto mais objetificada possível para falar sobre machismo e objetificacao da mulher em marketing na sua matéria onde ele usar justamente a foto mais escrota para chamar atenção da matéria dele. Patético. É o sujo falando do não lavado.

  3. Leonardo Silva

    Só tem um probleminha aí… no caso, a “modelo” da foto é a DONA da loja. Sim, DON-A. A manda-chuva, a poderosa, a necessária. A que BOLOU as campanhas. Olha só.. tadinha, tão oprimida! hauhauauhahuahuaa. Agora buguem, justiceiros sociais. Beijos.

    1. maria rita de souza batista

      No caso a modelo não é nem nunca foi proprietária da loja. Informe-se antes.

    2. Ela é dona sim, apesar de algumas feministas não acreditarem.

    3. Sidney Sessa

      Né não amiguinhos, saca só no perfil da modelo no FB: https://www.facebook.com/bia.zanetti.3/posts/1268132846586023?pnref=story
      Aprendemos assim a não acreditar antes de pesquisar, e se for afirmar é bom confirmar (com fonte de preferência). Por hoje é só, até a próxima.

  4. Fabrício Garcia (Professor Garcia)

    Essa matéria é que é machista. A loja está ganhando muito em publicidade, graças matérias idiotas como essa. A mulher pode fazer o que ela quiser, isso se chama liberdade. Estas das fotos estão sendo pagas e não são obrigadas a fazer nada. Se .E pagarem eu faço fotos de sunga também 😂😂😂. Simples assim.

    1. Lottie Oliveira

      Não é tão simples assim não, querido, porque você é homem numa sociedade patriarcal, não muda muita coisa pra você, agora, imagino que você nunca tenha experimentado ser mulher num mundo machista

    2. Andre Meireles

      Posso até não ser uma mulher em um mundo machista, mas sou um homem em um mundo que igualmente está se tornando feminista, eu sei que é chato para todos nós, sejamos homens ou mulheres, sendo assim, pq cada um não faz a sua parte e deixa de ser machista/feminista? Eu sei que sempre terão pessoas com atitudes machistas e feministas no mundo, mas estes aí a gente deixa de lado, afinal é assim que o mundo é, perfeito e imperfeito ao mesmo tempo

  5. Quando a reportagem foi feita a nota era 2.2. Agora entrei la e a nota da empresa subiu pra 2.4.
    Pelo jeito a postura da empresa em confrontar as feministas esta dando certo. Alem de ser uma divulgacao do nome da empresa em todas as midias. Eu nunca tinha ouvido falar deles e ate que os moveis sao bem bonitos.

    1. Nathalia Scarpe

      Feminazis não passarão!

  6. Danilo Henrique

    É uma boa matéria, no minimo curiosa. O posicionamento da marca de moveis foi tão ridícula que seria trágico se não fosse cômico, deu no que deu… credibilidade vale mais que dinheiro e no caso da Alezzia está tão em baixa que sua avaliação mostra isso e para sair dessa vai precisar de uma boa estrategiá de marketing

  7. Peruibense das Sombras

    Estranho isso. As feministas adoram a frase “meu corpo minhas regras”, que para elas não vale nesse caso. Não gostaram? Então NÃO PARTICIPEM.

  8. Uraniel Jardim

    Será que não tem o que fazer??? São contra a exposição do corpo feminino mas a favor do aborto!!! Na boa, vão procurar uma louça para limpar e um tanque de roupa pra lavar!!!

  9. Wellison nascimento

    Mas um veículo de comunicação que se perde… Triste.

  10. Nathalia Scarpe

    Ah, Exame, tb está no mimimi?
    O que falta para essas feminazis é um prestobarba e um esfregão para conter as lágrimas que elas mesmo deixaram rolar.
    Feminazis não passarão! Bando de escrotas

  11. Edcarlos Carvalho

    O jornalista que escreveu a matéria está tentando entrar para algum grupo feminista? pois saiba que as feministas não precisam da sua ajuda (segundo o que elas sempre falam para os homens feministas) ou então se for mulher se deu bem hein? espalhando o tr00l feminismo usando um veiculo grande como a exame. ganhou pontos na agenda marxista de esquerda. O que a reportagem não fala é que a marca recebe 10 elogios para cada critica que recebe.

  12. E fui a fotógrafa da maioria dessas fotos e posso dizer com certeza que ela não é a dona dá empresa, ela foi a modelo da campanha, do ato publicitário. As pessoas poderiam ser mais observadoras e mais humanas! Olhar o lado de quem não pode se manifestar. Vejam:
    https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=1268132846586023&id=100001679596793&ref=bookmarks

  13. 3,6 e subindo… Quando chegar a 4,0 eu volto aqui pra rir da cara de quem escreveu essa matéria.

  14. Está incompleta essa matéria, a motivação não foi apenas essa e vem de antes, um dos ‘sócios fez uma publicação machista inferiorizando as profissionais mulheres e depois deu uma série de respostas deselegantes e machistas. Do jeito que estão colocando parece que foi apenas por causa de peças publicitárias objetificando a mulher (que também são toscas e machistas e de gosto duvidoso que já nem são mais usadas )

    1. O motivo inicial era sobre o comentário do cara sim, mas depois o foco se concentrou em atacar toda a empresa, atacar as fotos de maiô na praia e atacar a doação a aacd.