Dólar R$ 3,28 0,12%
Euro R$ 3,64 -0,77%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,25% 64.020 pts
Pontos 64.020
Variação 1,25%
Maior Alta 4,89% RADL3
Maior Baixa -5,60% JBSS3
Última atualização 26/05/2017 - 15:50 FONTE

Flamengo cria ação emocionante para deficientes visuais

Objetivo da campanha é estimular uma nova experiência para os deficientes visuais e servir como plataforma de relacionamento para torcedores

A experiência de torcer por um time de futebol no estádio é inesquecível e merece ser compartilhada. Essa paixão, que mexe com todos os sentidos, também é objeto de desejo dos deficientes visuais. Pensando nisso, a NBS e o Clube de Regatas do Flamengo criaram a ação “Paixão Cega”.

O objetivo da campanha é estimular uma nova experiência para os deficientes visuais e servir como plataforma de relacionamento em que tanto os cegos, quanto voluntários, se encontrem para ir aos jogos do Mengão.

A campanha se baseia no projeto de lei Nº 837/2011, que garante a gratuidade para cegos e acompanhantes não-deficientes frequentarem eventos esportivos e culturais no Estado do Rio de Janeiro.

Por meio do site, acessível via desktop e mobile para não-deficientes e deficientes, o sistema lista e combina entre si os cadastros de torcedores de ambas as categorias para realizar o encontro para os jogos.

A plataforma estará disponível por tempo indeterminado para contemplar o maior número de envolvidos e, para garantir a segurança dos deficientes, exigirá cadastro completo de todos os interessados.

“Comparecer a um estádio num jogo do Flamengo é uma experiência única e mágica, que vai além de visualizar a partida. Há uma corrente de emoção incrível que é intensa e perceptível para todos, incluídos aí os deficientes visuais. Nossa ideia é criar um meio de facilitar e estimular a presença do deficiente visual e dar a ele a chance de fazer uma das coisas mais importantes na vida de um rubro-negro: estar com o Flamengo onde o Flamengo estiver”, diz André Lima, sócio e vice-presidente de criação da NBS.

Assista ao vídeo do projeto:

Essa matéria foi originalmente publicada no portal AdNews.