Coca-Cola veta propagandas para o público infantil

Marca anunciou uma série de mudanças em seu plano de marketing para “combater a obesidade”

São Paulo – A Coca-Cola anunciou nesta quinta-feira uma mudança drástica de tom em suas mensagens publicitárias: as crianças sorridentes que bebem refrigerante serão banidas, para sempre, das campanhas da bebida.

A marca anunciou que vetará propagandas direcionadas à menores de 12 anos em prol da luta contra a obesidade. A mudança no plano de marketing foi anunciada em comunicado global e será implantada em 200 países, incluindo o Brasil.

A medida também prevê a colocação de informações nutricionais na frente de todas as embalagens, além de promover bebidas dietéticas em mercados emergentes e encorajar os consumidores a adotar um estilo de vida mais ativo, segundo o documento.

Com orçamento publicitário anual na casa dos 3 bilhões de dólares, a Coca Cola Company falou pela primeira vez sobre obesidade num anúncio de dois minutos em janeiro deste ano. A estratégia de reforçar a imagem pró-saúde da marca vem à tona após o aumento da pressão de nutricionistas e autoridades.

A obesidade é hoje a ameaça de saúde mais desafiadora entre as famílias de todo o mundo. Estamos comprometidos em trabalhar de uma forma cada vez mais próxima com os nossos parceiros de negócios, governantes e da sociedade para fazer parte da solução, declara Muhtar Kent, presidente mundial da Coca-Cola, em nota.