Catho movimenta a web com post sobre demissão de Rogério Ceni

A empresa resolveu relacionar a demissão do treinador do São Paulo com a importância de entrar na vaga certa e no tempo certo no mercado de trabalho

A cartilha da precaução no marketing diz que é melhor ter muito cuidado ao pisar em alguns terrenos. No futebol, por exemplo, há muita emoção por trás da razão, ainda mais no Brasil.

Mas a Catho parece ter ignorado totalmente essa recomendação em seu mais novo post.

Para pegar carona no assunto do momento na tarde de ontem (3), a demissão do ídolo e treinador do São Paulo Futebol Clube, Rogério Ceni, a empresa resolveu relacionar o fato com a importância de entrar na vaga certa e no tempo certo no mercado de trabalho.

Ao compartilhar o texto “Não aceite uma vaga que não é para você” do site NaLabuta, a agência de empregos ainda explicou o post:

“Assim como no futebol não se deve começar treinando um time grande, pode não dar certo querer ser o chefão em 6 meses”.

O resultado? Rapidamente a publicação ultrapassou mil interações e virou pauta, inclusive, em grupos de discussão de futebol e comunicação nas redes sociais.

Quem não é são-paulino gostou da brincadeira, por outro lado, alguns tricolores estão detonando a marca nos comentários. Confira:

Este conteúdo foi publicado originalmente no site da AdNews.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Remilson Cavalcanti

    É fácil livrar-se das responsabilidades o problema são as consequências de se livrar delas.
    Conheça a nossa impressora de cheque Pertochek, imprime Cheque, Cruza em preto, e gera relatório dos cheques impressos e pode ligar ao computador.
    http://www.dkalshop.com.br

  2. aldair vieira

    Foi mt sacanagem o q fizeram com o cara, jogaram ele para resolver os problemas do time, e acabou sobrando para ele, pagou o pato pela incompetência da gestão do clube. Acredito q a principal razão, seja a comparação com Carille, q foi por mt tempo auxiliar técnico de grandes treinadores no Corinthians, antes de ser técnico, quando assumiu já sabia exatamente como lidar com a nova posição

  3. Concordo. Competência dele como treinador zero, burro mais ainda quem o colocou lá.