Campanha pede que brasileiros acolham refugiados na ceia de Natal

Projeto Migraflix promove união entre brasileiros e imigrantes refugiados

São Paulo – Neste Natal, que tal receber em sua casa um refugiado e mostrar que o Brasil pode ser, sim, um país de pessoas acolhedoras e solidárias?

É isso o que pede a campanha de fim de ano do Migraflix, um projeto criado por pessoas de vários países e que promove workshops de imigrantes para brasileiros.

A ideia é que qualquer imigrante ou brasileiro se cadastre no site. Os brasileiros que se cadastrarem receberão em sua casa um imigrante para a ceia de Natal.

Segundo o projeto, há oito mil refugiados registrados no Brasil e outros 28 mil aguardando aprovação do governo brasileiro para receber o status de refugiado.

No vídeo da campanha, “Meu Amigo Refugiado”, há depoimentos emocionantes de várias pessoas que estão no Brasil e esperam uma oportunidade de se integrar mais à sociedade e fazer novos amigos.

Muna Darweesh, da Síria; Leon Diab, da Palestina; Olga Yavo, da Costa do Marfim. Estes e outros falam sobre sua chegada no País e os desafios que enfrentam, como solidão e preconceitos.

A criação é da NBS.

Para participar da campanha, basta acessar o site.

Assista:

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Yeshua Hamashia

    😂

  2. Eu jamais abriria o meu lar a terroristas.

    1. Lucas Delpino

      Preconceituoso, por isso o mundo esta desse jeito.

  3. Maria Eduarda Lohr

    Eu gostaria de saber que foi o inteligente que idealizou essa campanha? Como eu ou qualquer família cristã brasileira poderia oferecer não digo uma ceia de natal mas um mero prato de comida a um muçulmano que não come comida que não seja Halal? Ou além de oferecer a ceia eu teria que gastar uma pequena fortuna para comprar uma comida toda especial para eles ? Por favor ao invés de estarem com campanhas sem fundamento façam algo que realmente conte para alguma coisa

    1. Lucas Delpino

      Você se diz cristã mas não sabe o significado do natal. Jesus ensina o amor a todos, o acolhimento, não um mero prato de comida e um panetone no dia 25. Não precisa de uma comida especial, mas acolhimento, além do mais não é só muçulmano que é refugiado. No Brasil tem refugiados do Haiti que perderam suas casas no terremoto entre outros. Isso prova o quanto somos intolerantes e preconceituosos.

    2. Maria Eduarda Lohr

      Eu não me digo cristã meu caro muito pelo contrário eu disse família cristã brasileira por ser a maioria no país, e se que saber eu não gosto mesmo desses muçulmano, para mim isso não é uma religião e deveria ser tratado como uma entidade criminosa por que é isso que eles são na sua grande maioria, e não me venha com discurso de racismo porque eu não sou racista eu simplesmente tenho o direito garantido por lei de ter uma opinião sobre faros eu que pessoalmente vi e oresenciei. Eu não falo pelo que ouço e sim pelo que presencio, eu estive em enumerou países árabes e países não árabes mas de maioria muçulmana e em nenhum deles eu vi algum que não fosse de certa forma radical em relação ao islamismo mesmo os ditos tolerantes eram extremamentes difíceis de se lidar, eu convivo com essa gente diariamente para saber que não são pessoas assim tão coitadas e se estão passado pelo que estão passando e culpa única e exclusivamente deles e não me venha com a história de que a culpa é do capitalismo ou dos países desenvolvidos porque é mentira, todos esses países estão na mesma merda porque são países muçulmanos intolerantes.

    3. Calou a boca desse esquerdinha kkk
      Isso msm .. tbm não abro minha casa pra terroristas.

    4. Carla Marini

      Quanto pré-conceito, vamos então estudar um pouco de história. Vocês sabem o que foi a inquisição? Quantas pessoas inocentes a igreja católica matou em nome de Deus, vocês conhecem os métodos de tortura que a Espanha inventava e utilizava naquela época? Sou muçulmana revertida a pouco mais de um ano, até então era católica, se vocês não leem, não conhecem a história, sabem pouco de fatos atuais, seria bom se não abrissem a boca, e parassem de agir com extremo pré-conceito. Há e para finalizar eu também estive em países muçulmanos, tenho vários amigos muçulmanos e todos eles são exatamente o contrário que esta senhora que se diz cristã está dizendo

    5. Alexandre Cleverton de Medeiros Silva

      Carla Marini
      Ainda acreditando em mitos?

  4. Arthur Pinto

    Só se forem terrorista…. troco a ceia de natal por um atentado no congresso num dia de votação para o aumento de salário dos próprios…..kkkkkkkkkkkkk

  5. FLAVIA VITÓRIA

    Na Alemanha começar em com essas campanhas. A midia os coloca como abandonados. O que não são e nem se sentem. Podem crer. Agora que o povo alemão e da Europa acordou para o que a mídia e o governo fez com eles. Sua liberdade está sendo tirada. Suas mulheres violadas, Suas crenças atacadas. Seus valores destruídos e a SHARIA sendo implantada. Pergunte a um muçulmano o que ele pensa da sharia. O que ele pensa de mim e de vc. Sendo que eles podem praticar a tagiyya. Não querem se socializar, mas sim dominar. O plano é mundial. Vejam a Itália, vejam portugal, França. Alemanha. Temos todo tipo de estrangeiro e colônias. Somos o povo mas acolhedor do mundo. Tem muitas mesquitas por aqui. Foz do Iguaçu repleto de mulçumanos, Pará. Não entendo o pq da solidão. São Paulo. Tijuca. Ue. Pq tem que ser minha casa?. Sua casa?

    1. Maria Eduarda Lohr

      Verdade

  6. Francinaldo Gomes

    Opa!!! Podem vir!!! Serviremos PORCO assado e, como de costume, a minha família só considera desrespeito não comer o porco!! :D

  7. Rogério Rufino

    Campanha estupida do inferno…. chamar um muçulmano pra comemorar o nascimento de Jesus Cristo….. ah va tomar no c*

  8. Gabriella Andrade

    Não acredito em culturas incompatíveis e não quero usar Hijab, ser tratada como ser inferior, ser propriedade de ninguém, ser vendida como escrava. Pra quem acha essa cultura-religião inofensiva, acompanhe na mídia alternativa a situação que a Alemanha passa hoje.

    Fatos e dados, menos gente emocional que deseja salvar o mundo. Menos imbecis úteis, mais gente que pensa, menos gente que vai com a onda.
    Tem mulcumano bom? Deve ter sim, mas as culturas continuam incompatíveis. Vai comprar a causa? Boa sorte. Quando te matarem que nem animal não reclamem da incivilidade. Leiam a SHARIA, leiam o ALCORÃO, saibam que vocês são INFIÉIS e merecem morrer.
    Sou eu radical? De jeito nenhum! Só quero meu pescoço no lugar.
    Tá achando ruim? Pode ficar pior tá bom?
    Vai pagar mais taxas e impostos pra sustentar sabe se lá quem.
    Sabe identificar a olho quem é bom e ruim? Eu ainda não consegui.
    Sou uma pessoa boa que quer o bem dos seus semelhantes mas não sou trouxa. Já temos problemas demais pra lidar por aqui pra ter mais ainda. Vamos nos organizar pra cuidar dos que passam fome e necessidade por aqui, tem muita gente precisando. Na NOSSA Pátria, com a nossa cultura. Da pra defender esses por favor? Menos ONU, menos globalismo, abram seus olhos.

  9. Dantas Lupercio

    Eu recebo a bala!

    1. Alexander Solenitsin

      A esquerdalhada e suas campanhas criminosas e nefasta..Porque os Cheikes do petróleo não ”adotam’ eles?alguem poderia me responder??Essa raça vagabunda, é a escoria que lutava contra o Governo da Síria..homens em idade militar que odeiam qualquer ideia ou pensamento cristão..QUE VÃO PARA OS KINTOS DOS INFERNOS!