Gasto do Tesouro com FAT cai 31,2% em maio

Total de R$ 2,057 bilhões que o Tesouro gastou com o Fundo de Amparo ao Trabalhador no mês passado é 31,2% menor que os R$ 2,992 bilhões gastos em maio de 2013

Brasília – O Tesouro Nacional transferiu menos verba para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) em maio de 2014 do que no mesmo mês do ano passado, segundo dados divulgados nesta sexta-feira, 27, pelo Ministério da Fazenda.

O total de R$ 2,057 bilhões que o Tesouro gastou com o FAT no mês passado é 31,2% menor que os R$ 2,992 bilhões gastos em maio de 2013.

O Tesouro Nacional tem represado a transferência de recursos para o FAT, apesar de o Ministério do Trabalho garantir que os pagamentos de seguro-desemprego e abono salarial continuam crescendo.

De janeiro a maio deste ano, o Tesouro passou R$ 15,333 bilhões para o FAT, valor que é 8,3% superior aos R$ 14,156 bilhões do mesmo período do ano passado.

Investimentos

Os investimentos totais do governo federal registraram uma alta de 30% de janeiro a maio deste ano, informou o Tesouro. No período, os investimentos somam R$ 34,9 bilhões.

Os investimentos em maio somaram R$ 7,560 bilhões.

Os investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que podem ser abatidos da meta fiscal, alcançaram até maio R$ 26,1 bilhões, com alta de 43,3%.

Dividendos

As contas do governo receberam em maio um reforço extra de R$ 779,9 milhões de dividendos. A Caixa pagou R$ 404 milhões, a Eletrobras R$ 230,5 milhões e o Banco do Brasil outros R$ 118 milhões.

No ano, os dividendos recebidos somam R$ 9,011 bilhões, volume 130,9% maior do que os R$ 3,903 bilhões obtidos no mesmo período do ano passado. As concessões garantiram no mês de maio receitas de R$ 238,8 milhões.

No ano, as concessões somam R$ 1,229 bilhão.

Receitas

Brasília, 27/06/2014 As receitas do governo central em maio registram uma queda de R$ 22,235 bilhões (19,8%) em relação ao desempenho de abril.

Por outro lado, as transferências do governo federal a estados e municípios aumentaram no mesmo período R$ 5,425 bilhões (33,2%), somando R$ 21,756 bilhões.

CDE

As despesas do Tesouro Nacional com a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) somaram R$ 529 milhões em maio. No ano, o gasto chega a R$ 3,301 bilhões. Em abril, o Tesouro não teve despesas com a CDE.