Bolsas de NY reagem no final e fecham em alta

Traders já esperavam alguma volatilidade próxima do fechamento desta sexta-feira, devido ao remanejamento anual dos índices Russell Investments

São Paulo – As bolsas de Nova York fecharam em leve alta nesta sexta-feira, 27, migrando para o terreno positivo no fim da sessão após terem passado a maior parte do dia no vermelho. Na semana, porém, os índices acionários acumularam pequenas perdas, após a decepção com alguns indicadores divulgados nos últimos dias.

O índice Dow Jones fechou em alta de 5,71 pontos (0,03%), aos 16.851,84 pontos, e perdeu 0,56% na semana. O S&P 500 avançou 3,74 pontos (0,19%), para 1.960,96 pontos, mas recuou 0,10% no acumulado da semana.

Já o Nasdaq encerrou com ganho de 18,88 pontos (0,43%), aos 4.397,93 pontos, e foi o único índice a subir na semana (+0,68%).

Traders já esperavam alguma volatilidade próxima do fechamento desta sexta-feira, devido ao remanejamento anual dos índices Russell Investments, incluindo o Russell 2000, de small caps.

As bolsas têm operado de lado e sem se distanciarem muito dos níveis recordes de fechamento, enquanto traders aguardam o início da temporada de balanços em busca de direção.

O humor na semana, porém, não foi bom, depois dos números decepcionantes do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre e dos gastos dos consumidores.

O único indicador do dia nos EUA não provocou reação dos mercados. O índice de sentimento do consumidor, medido pela Reuters/Universidade de Michigan, subiu para 82,5 na leitura final de junho, de 81,9 em maio.

O resultado final ficou bem acima da leitura preliminar, de 81,2, e também superou a expectativa dos analistas, que era de estabilidade a 81,9.

No noticiário corporativo, a ação da Nike subiu 1,22% depois de a empresa ter reportado na noite de ontem lucro e receita maiores que os esperados.

Na Europa, as bolsas fecharam sem direção após dados mistos da região e a previsão do presidente do Banco da Inglaterra (BoE), Mark Carney, de que a primeira alta na taxa de juros no Reino Unido deve acontecer no segundo semestre de 2014 ou em 2015. A Bolsa de Londres subiu 0,34% e a de Frankfurt ganhou 0,10%, enquanto a de Milão perdeu 0,30% e a de Paris recuou 0,06%.

Com informações da Dow Jones Newswires