Você vai pensar duas vezes antes de comer uma bala de goma

Se você é apaixonado por qualquer doce que contenha gelatina em sua fórmula, talvez você não queira assistir a este vídeo

São Paulo – Se você é apaixonado por balas de goma, daquelas de ursinho, ou qualquer doce que contenha gelatina em sua fórmula, aqui vai um aviso: talvez você não queira assistir a este vídeo.

Provavelmente, você já ouviu falar que a gelatina tradicional é feita à base de colágeno, proteína presente nos ossos e na pele de animais. Por esse motivo, pessoas vegetarianas evitam consumir o produto.

Porém, um curta produzido pela diretora belga Alina Kneepkens vai fazer você enxergar esta realidade de uma forma muito mais intensa.

Do momento em que as deliciosas balinhas entram na sua boca ao momento em que porcos são abatidos, imagens impressionantes mostram de trás para frente cada detalhe do processo produtivo desses doces.

Antes que você se desespere, saiba que nem todos os produtos gelatinosos têm base animal. Há, inclusive, substitutos veganos mais saudáveis no mercado, como o Agar, de origem oriental e feito a partir de algas.

Vale lembrar também que o colágeno é apenas um dos componentes de origem animal usado na indústria alimentícia e que apenas uma parte da receita das balas de goma é composta pela proteína.

O tom ativista do vídeo, nesse sentido, pode dar a entender erroneamente que os animais são abatidos apenas para a produção de balinhas, o que, obviamente, não é verdadeiro. De qualquer forma, vale assisti-lo para tirar suas próprias conclusões.

Over eten – De weg van een snoepje from Eén on Vimeo.