Torre Olympic Orbit, de Anish Kapoor, é inaugurada em Londres

A torre de 114,5 metros de altura, considerada a escultura mais alta em todo o Reino Unido, custou aproximadamente 28 milhões de euros

Londres – Assinada pelo escultor indiano Anish Kapor, a torre de aço Olympic Orbit, situada junto ao Estádio Olímpico de Stratford, ao leste de Londres, foi inaugurada nesta sexta-feira, mas só deverá ser aberta ao público a partir do dia 28 de julho.

A ArcelorMittal Orbit, nome original da torre, se encontra no coração do Parque Olímpico e foi desenhada em conjunto por Cecil Balmond e Kapoor, ganhador do prestigiado Prêmio Turner, informou a rede televisão “BBC”.

A torre de 114,5 metros de altura – considerada a escultura mais alta em todo o Reino Unido – custou aproximadamente 28 milhões de euros e estará aberta ao público a partir do próximo dia 28 de julho, um dia depois do início dos Jogos Olímpicos de Londres 2012, que se estenderá até 12 de agosto.

“Todas as torres são praticamente simétricas. Queríamos construir algo que fosse como a desconstrução de uma torre”, assegurou Kapoor ao ser questionado sobre a Olympic Orbit, que, por sua vez, espera atrair um milhão de visitantes por ano.

Os visitantes que subirem os mais de 100 metros da Olympic Orbit poderão desfrutar de uma vista panorâmica da capital britânica, sendo que as entradas para essa visitação custará 19 euros (aos adultos) e 9 euros (para as crianças).

O preço cobrado pela entrada, no entanto, não agradou muito o escultor, que considera que 19 euros “muito dinheiro”.

“A visitação deve ser paga, mas é preciso fazer com que o preço do bilhete seja o mais baixo possível”, explicou Kapoor.

A polêmica escultura gerou opiniões muito diversas na capital britânica. O prefeito de Londres, Boris Johnson, definiu a torre de Kapoor como uma “obra espetacular da arte moderna”, enquanto outros descrevem a obra como “uma Torre Eiffel após um ataque nuclear” ou como “um choque catastrófico entre dois guindastes”.

Kapoor, no entanto, ficou feliz com o fato de sua obra ser considerada controversa, comparando sua escultura com a Torre Eiffel – que “foi odiada por todo o mundo durante 50 anos, mas hoje aparece como a principal referência da cidade de Paris”.