TAG Heuer apresenta relógio Monaco com caixa de carbono

O modelo tem uma pegada moderna, reforçada pelo próprio movimento do relógio, que faz o uso de cintas com dentes microscópicos para auxiliar na movimentação

São Paulo – Uma das grandes revoluções da relojoaria na última década ganhou uma nova versão durante a feira Baselworld de 2015, que aconteceu durante o mês de março, na cidade de Basileia, na Suíça. O modelo TAG Heuer Monaco V4 chega agora na versão Phantom, totalmente preta, que proporciona discrição, exclusividade e resistência.

Sua caixa é elaborada em Matriz Composta por Carbono (CMC), assim como as pontes do movimento. A técnica consiste no posicionamento das fibras de carbono em uma posição previamente desejada. Em seguida, o material é jateado para produzir um efeito fosco, como se fosse escovado na vertical.

A pegada moderna é reforçada pelo próprio movimento do relógio, que faz o uso de cintas com dentes microscópicos para auxiliar na movimentação do mecanismo. Além disso, a peça conta com um sistema de corda automática vertical, e não circular, como em relógios convencionais.

O movimento, feito de 268 partes individuais, apresenta contrastes com suas 48 joias. Sua corda oferece 42 horas de reserva de marcha, com função de horas e minutos centrais e pequenos segundos às 4 horas. São 41 mm de largura em uma caixa quadrada e acabamento dado por uma pulseira de couro de crocodilo preta.

O modelo deverá estar disponível para o mercado em meados de segundo semestre de 2015. Seu valor final não foi divulgado.

A TAG Heuer possui uma loja própria em São Paulo, no Shopping Cidade Jardim.