Sem Neymar, Felipão testa várias opções e faz mistério

O treinamento foi aberto à presença da imprensa e Felipão teve clara intenção de não revelar a equipe

Teresópolis – Sem poder contar com o atacante Neymar, o técnico Luiz Felipe Scolari testou várias opções para montar a seleção brasileira que enfrenta a Alemanha. O treinamento, realizado nesta segunda-feira em Teresópolis, foi aberto à presença da imprensa e Felipão, além de ver o que é melhor para o time, teve clara intenção de não revelar a equipe.

Na primeira parte do treinamento desta segunda-feira na Granja Comary, optou pela manutenção do volante Paulinho no time titular da seleção brasileira. Depois, colocou Willian na equipe. Também experimentou, em momentos diferentes, Daniel Alves, Bernard e Hernanes.

Se decidir por escalar três volantes, Paulinho permanecerá na equipe, junto com Luiz Gustavo, que volta depois de cumprir suspensão, e Fernandinho. Outra novidade nesse caso poderá ser o retorno de Daniel Alves à lateral direita.

Com Paulinho, Felipão armou a equipe num 4-3-2-1. Durante os primeiros 13 minutos, explorou bastante as subidas de Marcelo pelo lado esquerdo e o toque de bola com rapidez a partir do meio de campo. Ele pedia aos jogadores do setor que trabalhassem bem a bola.

Quando Willian entrou no time, no lugar de Paulinho, o treinador posicionou-o pelo lado direito do ataque, com Hulk passando pelo lado esquerdo e Oscar mais no meio. Nessa fase, explorou bastante as jogadas com Daniel Alves e Willian pela direita e Marcelo e Hulk pela esquerda.

Quando David Luiz tentou uma ligação direta com o ataque, Felipão parou o treino e deu uma bronca no zagueiro, que será o capitão da equipe contra os alemães.

Com 21 minutos de treino, ele trocou Daniel Alves por Maicon e Oscar por Bernard. Assim, Maicon e Bernard passaram a fazer as jogadas pelo lado direito, com Willian mais pelo meio.

Após sete minutos, nova mudança dupla: Fernandinho deu lugar a Hernanes e Willian saiu para a volta de Oscar. Então, a seleção ficou com sua formação mais ofensiva: Oscar, Bernard, Fred e Hulk.

Na parte final do treinamento tático, que teve duração de 40 minutos, Jô substituiu Fred. Depois os jogadores fizeram um rachão.

Nesta terça-feira, a seleção brasileira enfrenta a Alemanha às 17 horas, no Mineirão, por vaga na final da Copa do Mundo. O vencedor decide o título com quem passar do confronto entre Argentina e Holanda, que jogam na quarta-feira no Itaquerão, em São Paulo.