Portal universaliza obra de Vinicius em seu centenário

Nova versão de site disponibilizará a obra completa em prosa e verso do "poetinha", que se apresentava como "o branco mais preto do Brasil"

Rio de Janeiro – Um renovado portal na internet oferecerá acesso à múltipla obra do diplomata, poeta, compositor, dramaturgo, letrista e crítico de cinema Vinicius de Moraes (1913-1980) para comemorar amanhã, sábado, o primeiro centenário do nascimento do criador de “Garota de Ipanema” e um dos pais da Bossa Nova.

A nova versão do site www.viniciusdemoraes.com.br poderá ser acessada a partir da meia-noite desta sexta-feira e permitirá ler a obra completa em prosa e verso do “poetinha”, que se apresentava como “o branco mais preto do Brasil”.

O site dará acesso às letras de todas suas canções e a vídeos de interpretações de obras que criou junto com Tom Jobim, Toquinho, Baden Powell e João Gilberto, e que colocaram o Brasil no mapa musical do mundo ao dar vida a Bossa Nova nas décadas de 1950 e 1960.

“Este é o presente da família para o aniversário de Vinicius. Modernizar e enriquecer um portal lançado há 11 anos e que já tinha ficado lento, pequeno e obsoleto. Agora cumprimos seu desejo de publicar toda a obra revisada e não com os erros que eram comuns em muitas páginas que existiam na internet” na época, disse à Agência Efe Maria de Moraes, filha caçula do poeta.

“A intenção é universalizar e democratizar uma obra imortal”, acrescentou a sócia da VM Cultural, empresa responsável pelos direitos do artista e que representa os cinco filhos que o poeta teve com algumas de suas nove mulheres.

O site dará acesso gratuito e sem restrições à obra completa, graças a um acordo dos herdeiros.

“O portal anterior oferecia os livros publicados em vida, mas agora incluímos muitos textos e poesias que encontramos em seus arquivos e em jornais, alguns publicados após sua morte, e até fotos inéditas”, explicou a filha do compositor.

Segundo Maria de Moraes, além de oferecer um espaço de referência para os especialistas, a iniciativa porá a obra à disposição de “escolas públicas, pessoas sem recursos e que carecem de acesso à cultura em um país como o Brasil”.


Os herdeiros descartam que a publicação das obras no portal reduza as vendas de livros. “Quando liberamos na internet em 2002 os livros já publicados surgiu uma polêmica, mas decidimos que a obra tinha que circular e o tempo terminou nos dando razão. As vendas não se reduziram. Vinicius continua sendo um dos poetas que mais vende no Brasil”, afirmou.

O site também inclui os textos teatrais, as críticas de cinema, a obra jornalística e algumas curiosidades como uma fotografia de Vinicius de 1915 e cópia do manuscrito original da letra de “Garota de Ipanema”, que compôs junto com Tom Jobim nas mesas do então bar Veloso e hoje uma das músicas mais interpretadas no mundo todo.

O portal estará dividido em seções para oferecer separadamente poesia, prosa, música, discos, canções, parceiros musicais, cinema e teatro, e incluirá links para a biografia do autor.

Os internautas também poderão assistir ao documentário “Vinicius: poesia, música e paixão”, produzido por Georgiana de Moraes, outra das filhas do “poetinha”.

A seção de poesia agrupará os nove livros publicados por Vinicius e cerca de 300 poesias fora das antologias; a de prosa oferecerá acesso a livros como “Para uma menina com uma flor” e sua produção jornalística.

As seções de música e discos permitirão escutar até um minuto de suas mais de 130 canções ou levar o internauta ao canal oficial no YouTube com vídeos de suas apresentações e ao link do iTunes que permite comprar qualquer música do compositor.

“Outra novidade são as versões em inglês e espanhol. Inicialmente o site oferecerá traduções para o inglês e nas próximas semanas incluiremos as versões em espanhol, no que aproveitaremos um livro muito completo de Vinicius publicado recentemente na Argentina (“Antologia substancial de poemas e canções”)”, disse sua filha.