Cleveland - Duas das três mulheres de Cleveland que passaram anos sequestradas num porão preparam o lançamento de um livro em parceria com dois jornalistas do The Washington Post.

James Wooley, advogado de Amanda Berry, de 27 anos, e Gina DeJesus, de 23, disseram em nota na segunda-feira que o livro será "uma história, acima de tudo, sobre a dignidade humana e a sobrevivência humana".

A terceira vítima do sequestro, Michelle Knight, de 32 anos, planeja uma aparição no programa de TV "Dr. Phil", apresentado pelo terapeuta Phil McGraw. A entrevista irá ao ar nos dias 4, 5 e 6 de novembro, segundo a produção.

Berry, DeJesus e Knight, junto com a filha de Berry, de 6 anos, conseguiram fugir em maio do porão da casa do motorista de ônibus escolar Ariel Castro, onde passaram cerca de uma década como raptadas. A menina era filha do sequestrador.

Castro foi achado morto em sua cela no mês passado, após se declarar culpado e ser sentenciado à prisão perpétua.

Mary Jordan e Kevin Sullivan, que são casados e trabalham juntos no Washington Post, vão participar da redação do livro. Eles ganharam o prêmio Pulitzer em 2003 por reportagens sobre as condições do Judiciário mexicano.

Tópicos: Livros, Sequestros, Violência urbana