Autor de importantes obras como O Nome da Rosa, O Pêndulo de Foucault, Não Contem Com o Fim do Livro, escrito com Jean-Claude Carrière, e O Cemitério de Praga, Umberto Eco morreu nesta sexta-feira, 19, às 22h30 (horário local), aos 84 anos.

A informação foi confirmada pela família ao jornal italiano La Reppublica.

Umberto Eco nasceu em Alexandria, no dia 5 de janeiro de 1932. Além de escritor, ele se destacou como semiólogo, tendo sido titular da cadeira de Semiótica da Universidade de Bolonha, uma referência na área.

Seu último livro Número Zero, publicado em 2015, era uma crítica à imprensa.

Tópicos: Escritores