Rio de Janeiro-  O empresário e agente de modelos americano radicado no Brasil John Casablancas, de 70 anos, morreu na manhã deste sábado no Rio de Janeiro, após travar longa luta contra um câncer.

Descobridor e representante de estrelas do mundo da moda como Gisele Bundchen, Alessandra Ambrósio, Cindy Crawford, Claudia Schiffer, Naomi Campbell, entre outras, Casablancas fundou a agência Elite Models.

Além disso, o americano era pai do vocalista da banda The Strokes, Julian Casablancas. Filho de espanhois e nascido em Nova York, John chegou a ser internado em maio no Hospital Samaritano, mas morreu em casa neste sábado.

O corpo do agente de modelos será cremado amanhã, às 14h (horário de Brasília), no Cemitério Memorial do Carmo, no Caju, na região portuária do Rio de Janeiro.

As primeiras manifestações sobre a morte de Casablancas começaram a ser publicadas nas redes sociais na tarde deste sábado. A modelo Alessandra Ambrósio usou o Twitter para deixar uma mensagem ao amigo.

'Dia triste! Descanse em paz John! Obrigada por tudo!', tuitou a modelo.

Um dos filhos do americano, Fernando Augusto Casablancas, utilizou o Facebook para falar sobre a morte de John.

'Se foi hoje um amigo, um amor, um pai. Posso dizer que, é claro, sinto muita tristeza quando se vem a dizer adeus. Porém, a palavra diz tudo: está tudo na mão de Deus agora e, seja como for, tudo estará bem. Sim, o mundo perde hoje um batalhador, mas o paraíso ganha mais um anjo. Te amo papai John. Você estará sempre comigo'.

Ontem, Ana Beatriz Barros, outra das modelos com quem John trabalhou, postou uma foto em que apareciam juntos, além de uma mensagem dirigida a americano no Instagram.

'Meu mentor e eu. Um verdadeiro amigo e inspiração. Te amo John Casablancas', escreveu a brasileira. EFE

Tópicos: Gisele Bündchen, Celebridades, Setores, Moda, Mortes