Nova York - A ex-estrela da Disney Miley Cyrus disse que quis chocar e "fazer história", e recusou-se a se desculpar por sua apresentação ousada na cerimônia deste ano do MTV Video Music Awards.

No documentário "Miley: The Movement", que será exibido em 2 de outubro na MTV, a cantora e atriz de 20 anos aparece como uma artista ambiciosa, determinada a ver seu single "We Can't Stop" chegar ao primeiro lugar, e em deixar para trás suas raízes como estrela de "Hannah Montana", do Disney Channel.

No filme, Miley descreve sua apresentação durante a cerimônia de premiação em agosto com o cantor Robin Thicke, e com um dedo de espuma gigante, como uma "confusão estratégica e sexy".

O objetivo do programa VMA é "ampliar os limites", disse ela, acrescentando que quis que a apresentação fosse memorável da mesma forma que o beijo da pop star Britney Spears em Madonna na mesma premiação há uma década.

"É isso o que você está buscando, fazer história".

Britney, que iniciou uma turnê de dois anos em Las Vegas em dezembro no Planet Hollywood Resort and Casino, e outras estrelas mirins enfrentaram dificuldades pessoais para entrar na carreira adulta. Mas Miley enxerga isso como ponto de partida para ser uma nova artista.

"Senti que poderia finalmente ser a vagabunda que realmente sou", diz ela no documentário.

A aparência de Miley --unhas pintadas de dourado, tatuagens e cabelo curto e loiro platinado-- está bem distante dos seus dias como estrela adolescente em "Hannah Montana", que ficou no ar de 2006 a 2011.

Reforçando sua imagem, ela posou de topless para a capa da revista Rolling Stone na edição de 12 de outubro e para uma das várias capas de seu álbum "Bangerz", que deve sair em 8 de outubro. Miley também rasga suas roupas no videoclipe da faixa "Wrecking Ball".

O documentário de uma hora de duração foi filmado cerca de três meses antes e pouco depois do VMA. Segue Miley em sua casa em Los Angeles com seus cães, durante eventos para promover "We Can't Stop" e em ensaios.

O filme fala sobre sua infância com o pai Billy Ray Cyrus, cantor country, e a mãe, Tish. Também inclui clipes de Britney Spears e colaboradores musicais, o produtor Mike WiLL e o rapper e produtor de discos Pharrell Williams.

Uma ausência sentida foi a do ex-noivo de Miley, o ator Liam Hemsworth, de "Jogos Vorazes". Hemsworth, de 23 anos, e Cyrus terminaram o noivado neste mês, pondo fim a um relacionamento de quatro anos.

"Decidimos nos concentrar na música e no lado profissional", foi tudo o que Dave Sirulnick, vice-presidente executivo da MTV e produtor-executivo do filme, disse sobre a ausência de Hemsworth.

Tópicos: Celebridades, Indústria da música, Arte, Música, Entretenimento, Música pop