São Paulo - A privacidade pode custar caro para celebridades do porte de Mark Zuckerberg e, para garantir que sua intimidade seja preservada, ele tomou uma decisão, no mínimo, inusitada. Antes de se tornar alvo de vizinhos intrometidos, o fundador do Facebook comprou quatro casas adjacentes à sua residência em Palo Alto, segundo reportou o jornal Mercury News.

A compra, no total, superou os 30 milhões de dólares (65,4 milhões de reais) e, ao contrário do que muitos podem pensar, ele não pretende construir uma mansão à prova de bisbilhoteiros. Seu plano, de acordo com a publicação, é manter as famílias que já moram nos imóveis como locatárias, evitando que curiosos se mudem para lá e queiram vigiar sua rotina ou que sua presença seja usado como marketing ou motivo de valorização imobiliária da área.

As negociações tiveram início em dezembro de 2012, após Zuckerberg ficar sabendo do interesse de uma pessoa em comprar a residência localizada em frente à do bilionário. O empreendedor queria construir uma grande casa e usar o ilustre vizinho para atrair compradores deslumbrados.

Os preços de cada imóvel não foram divulgados, mas o jornal afirma que ele gastou 14 milhões de dólares (30,5 milhões de reais) em apenas um, de 240 metros quadrados. O preço é muito alto, em relação ao mercado local, mas, conforme o Mercury News, é normal que o valor cobrado por alguém que não quer vender seu imóvel seja consideravelmente acima da média do mercado.

A casa onde Mark Zuckerberg mora, por exemplo, custou bem menos do que ele pagou neste ano pelo novo imóvel. Há dois anos, ele comprou sua moradia de 465 metros quadrados por “apenas” sete milhões de dólares.