São Paulo - Estudo feito pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, em associação com o Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física de São Caetano do Sul (Celafiscs), na Grande São Paulo, mostra que idosos que levam muito tempo vendo TV sofrem perda de força muscular.

Efetuado em estabelecimentos de longa permanência em São Caetano por um ano e seis meses, a pesquisa teve a cooperação de 159 idosos (60 homens e 99 mulheres), com idade média de 74,2 anos, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde.

Para realizar a pesquisa, por sete dias, os idosos utilizaram um pedômetro (instrumento com que se contam os passos), tirado só no momento do banho e durante o sono, e responderam a uma série de questões para apurar quanto tempo ficavam em frente à televisão.

Em uma semana de análise, a média de passos dados por eles foi de 9.957, enquanto o tempo médio em que assistiam à TV foi de 432,9 minutos, aproximadamente sete horas por dia.

A confrontação entre o período em frente ao aparelho e a força nos membros inferiores causou queda da capacidade muscular em 26%.

Tópicos: Pesquisas, Saúde, TV, Televisão