Paris - O presidente da França, François Hollande, vai entregar nesta semana a condecoração máxima do país, a Legião de Honra, ao músico britânico Paul McCartney, disse seu gabinete na segunda-feira.

A cerimônia será no sábado. A Legião de Honra, criada em 1802 por Napoleão Bonaparte, já foi entregue a personalidades como o ator Clint Eastwood e a cantora Liza Minnelli. Nenhum assessor do ex-Beatle estava disponível para comentar a notícia.

A Legião de Honra, simbolizada por uma fita vermelha usada na lapela, tem três graus - cavaleiro, oficial e comandante. McCartney, de 70 anos, será declarado oficial.

A condecoração não inclui nenhuma vantagem financeira - pelo contrário, o homenageado precisa comprar a medalha de um joalheiro autorizado, a preços que variam de 169 a 700 euros (210 a 880 dólares).

McCartney já foi tornado cavaleiro pela rainha Elizabeth 2a, do Reino Unido, o que lhe dá o direito de ser chamado de "sir".

Tópicos: Artistas, Celebridades, Europa, França, Países ricos, Indústria da música, Arte, Música, Entretenimento, Paul McCartney