São Paulo - Detritos marinhos podem ter um impacto prejudicial, e até mesmo fatal, sobre a vida aquática. Mas uma startup de Los Angeles, a Bureo, está fazendo a sua parte no combate à poluição dos oceanos, transformando lixo em algo bem mais bacana: óculos de sol.

A "Coleção Oceano" é a primeira e única linha no mundo de óculos de sol feitos 100 por cento de redes de pesca recicladas. Projetados em colaboração com a empresa chilena de óculos Karun, os acessórios são feitos de redes recolhidos pela Positiva Net, um programa de coleta e reciclagem chileno que é desenvolvido e operado pela própria equipe da Bureo.

"A maior parte das pessoas possui pelo menos um par de óculos de plástico,  mas nenhum deles é feito de forma responsável", disse a empresa ao site ecouterre, especializado em estilo e sustentabilidade. 

"Esta nova coleção de óculos de sol representa um grande passo no sentido de trazer a consciência sobre a poluição dos oceanos plástico para o público em geral."

Divulgação/ Bureo

Óculos de sol feito de rede de pesca reciclada da Bureo

Esta não é a única investida da empresa, que também já lançou uma linha de skates sustentáveis feito a partir do mesmo material.

Em seu site, a startup explica que o nome Bureo vem da língua mapúche, dos chilenos nativos, e significa "ondas", em alusão às mudanças que querem provocar.

"Selecionado em honra do povo chileno, o nome representa a nossa missão. Assim como uma onda origina-se de uma perturbação do vento ao longo da superfície do oceano, o Bureo está começando com uma pequena mudança em um oceano de plástico. Através de tempo e energia, as nossa ondas irão desenvolver a força necessária para causar uma mudança real".

Tópicos: Lixo, Los Angeles, Metrópoles globais, Califórnia, Meio ambiente, Oceanos, Poluição, Reciclagem , Startups, Óculos