Londres - O espetáculo de uma companhia de dança canadense, cujos membros saltam totalmente pelados pelas poltronas do teatro e realizam gestos obscenos, conseguiu escandalizar a crítica e parte da plateia em Londres.

Trata-se de um espetáculo do coreógrafo franco-canadense Dave Saint-Pierre intitulado "Un peu de tendresse bordel de merde!", que se apresenta atualmente no teatro Sadler's Wells, templo da dança moderna da capital britânica.

Com perucas de longos cabelos loiros, os dançarinos saltam pelados entre os espectadores, se sentam no colo de alguns, mostram suas nádegas e simulam masturbação, o que provoca risos ou rejeição, de acordo com o bom humor da plateia, que por sua vez, decidiu abandonar a sala.

O crítico do "Daily Telegraph" qualificou o espetáculo de "repulsivo, vulgar e estúpido" enquanto o do dominical "The Observer" escreveu no Twitter na noite do estreia: "Coreografia risível, texto pretensioso, suposta tentativa de romper barreiras".

Saint-Pierre, que aposta com frequência em dançarinos pelados em suas criações, se mostrou surpreendido pelas fortes críticas porque, segundo explicou, "os coreógrafos levam mais de 40 anos fazendo estas coisas".

O diretor artístico de Sadler's Wells, Alistair Spalding, se mostrou por sua parte contente que a maioria do público sintonizasse a noite de estreia com o espírito do espetáculo e só uma pequena parte abandonasse a sala.

Tópicos: Arte, Artes visuais, Europa, Reino Unido, Londres, Metrópoles globais