São Paulo - O jornalista Gustavo Grabia pode dizer que já escreveu seu Gomorra. A máfia retratada, porém, não a siciliana, mas a La Doce, torcida organizada do ultracampeão Boca Juniors, da Argentina.

Em La doce – A explosiva história da torcida organizada mais temida do mundo, Grabia se debruçou sobre a fundo na história da “hinchada” que não só se mantém viva e pulsante na temível La Bombonera, mas também se espalhou politicamente dentro do país Hermano com direito à extorsão de homens públicos, empresários e jogadores.

As páginas percorrem a formação da La Doce e sua escalada até abraçar de vez a violência como um método. Passando por murros, facadas e tiros.

Há ainda a análise da briga interna por poder dentro do domínio auri-celeste. Duelos que dão inveja para qualquer roteiro de filme de Martin Scorsese. Vide o dirigente da organizada com o singular apelido de El Carnicero.

Tópicos: Futebol, Esportes, Livros